No final do ano a percentagem de utilizadores de serviços móveis com cartões pré-pagos e pós-pagos era igual. A preferência pelos cartões pré-pagos já foi esmagadora. Em 2010, por exemplo, 72% dos utilizadores tinham cartões pré-pagos, em 2014 a penetração deste tipo de contratos desceu para 57,2% e em 2015 igualou as preferências por contratos de mensalidade, em que o consumo de comunicações realizado é pago ao fim de cada mês.

Os dados da Anacom também mostram que ao longo do ano passado o número de minutos utilizados na rede móvel cresceu 5,3%, um avanço que é atribuído à utilização cada vez maior de ofertas em pacote, que combinam serviços fixos e móveis e que atribuem um plafond de minutos de comunicações ao cliente, independentemente das redes que este utiliza.

A maior penetração deste tipo de serviços garantiu o maior crescimento dos últimos cinco anos no número de minutos de conversação nas redes móveis e também é responsável pelo crescimento de 30% no tráfego off-net (fora da mesma rede). Os serviços móveis de banda larga também continuam a crescer e no final de 2015 eram usados por 5,8 milhões, mais 6,3% que há um ano.

Com menos restrições ao uso da voz nas comunicações móveis e o acesso a comunicações de dados mais facilitado pela inclusão de tráfego nestes pacotes multiple-play, os SMS têm vindo a perder terreno e ao longo do ano passado a sua utilização continuou a cair. Nos 12 meses de 2015 o número de SMS enviado diminuiu 11,2%, com cada português a enviar, em média, 228 mensagens de texto no período em análise, o número mais baixo desde 2010.    

O número de assinantes dos serviços de comunicações móveis também aumentou, mas de forma menos expressiva, com o crescimento a fixar-se nos 0,3%. Já o número de utilizadores de Internet no telemóvel avançou 11,8%.  

No final de 2015 existiam 16,8 milhões de cartões SIM mas só foram utilizados 12,8 milhões, um número que inclui os cartões associados a tablets ou a assegurar comunicações M2M. A MEO mantém a liderança do mercado, com uma quota de 44,2%, seguida da Vodafone com 33,4% dos clientes e da NOS com 20,9%.

 

 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.