A Defesa do Consumidor (DECO) avaliou as propostas que as empresas fornecedoras de serviços de telecomunicações têm para oferecer aos clientes no âmbito dos descontos do Black Friday, chegando à conclusão que nem todas as promoções se traduzem no melhor negócio para os utilizadores.

No que diz respeito aos pacotes 4P (TV, Internet, telefone e telemóvel), todas as empresas estão a incluir dois cartões SIM com 10 GB de tráfego. No caso da Vodafone Fibra 4 Promo, o serviço custa 57,90 euros, oferecendo 170 canais, seis meses dos serviços de streaming Prime, HBO e Fox, assim como velocidade de internet de 200 Mbps. A NOS 4 oferece um serviço semelhante por 57,99 euros. E por fim a MEO M4 que lista a sua oferta por 59,99 euros, mas durante 12 meses tem uma promoção de 54,99, o que contas feitas pela DECO, na média dos dois anos o cliente vai pagar 57,49 euros.

Analisando a oferta das três operadoras, a DECO destaca a MEO como o preço mais baixo deste segmento nesta campanha. No entanto, salienta que este não é o melhor negócio do mercado. Na sua análise, os dois cartões de dados nos pacotes aumentam o preço a pagar, e por isso recomenda antes o serviço Vodafone Fibra 3 Gold, com televisão, internet e telefone que durante o Black Friday está a 33,90 euros, adicionando dois cartões móveis NOWO por 22,50 euros. Contas feitas, o cliente paga um total de 56,40 euros, uma poupança de 1 euro em relação aos preços dos principais 4P.

Portugueses desconfiam das promoções mas vão gastar uma média de 222 euros na Black Friday
Portugueses desconfiam das promoções mas vão gastar uma média de 222 euros na Black Friday
Ver artigo

Apesar da poupança à margem, é referido que desta forma consegue ter acesso a mais tempo das plataformas de streaming com esta opção, nomeadamente 24 meses de HBO Portugal e 12 meses de Amazon Prime Video e Amazon Prime. Ou se não interessar os serviços de streaming, pode poupar mais 1 euro, optando pelo Fibra 3 Plus.

A DECO salienta que a opção mais barata do mercado passa sempre por optar pelo pacote 3P e obter à parte os tarifários mais baratos para cartões de 10 GB. E neste caso, olhando para as promoções de Black Friday, a sua escolha vai para o Lycamobile, uma vez que em vez de 10 GB, está a oferecer 40 GB durante três meses, passando depois para 20 GB, incluindo mil minutos de chamadas ou SMS para qualquer rede por 10 euros por mês (por cartão), durante seis meses. Depois passa a custar 15 euros mensais.

Nesse sentido, essa opção pode ser adicionada ao 3P da NOWO, que inclui uma ligação de 120 Mbps, por 13,75 euros por mês no primeiro ano e 27,50 euros nos meses seguintes. Nas suas contas, o cliente paga uma média de 40 euros por mês, mas salienta que o tarifário móvel tem de ser trocado no final de seis meses, pois passa a pagar 30 euros em vez dos 20 euros mensais para ter os dois cartões.

Apesar desta ser a melhor combinação, a DECO diz que qualquer combo 3P de qualquer operadora com a promoção da Lycamobile é mais vantajoso que qualquer opção 4P com os dois cartões nos descontos da Black Friday, pois paga uma média de 50 euros por mês.

Ainda no que diz respeito às promoções da NOWO, a sua opção 4P que inclui internet de 250 Mbps e dois cartões de 10 GB custam, nos 12 primeiros meses, 37,50 euros por mês, passando depois a 52,50 euros no segundo ano. Nesse sentido, em média, a DECO diz que o cliente paga uma média de 45 euros por mês. Isto claro, nos locais onde existe cobertura da operadora.

No caso de lhe interessar apenas os pacotes 3P, a DECO diz que a proposta da Vodafone é a mais atrativa, salientando o Fibra 3 Plus por 32,90 euros por mês durante os 24 meses. Há uma hipótese de escolher um tarifário de 26,90 euros nos primeiros seis meses e 34,90 após esse período. Fora da promoção o pacote tinha um preço geral de 34,90 euros sem o desconto dos seis primeiros meses.

Os melhores negócios para serviços de smartphones

Segundo a análise da DECO, a MEO oferece um cartão de 10 GB por 18,99 euros por mês, para uma fidelização de 24 meses. O mesmo preço praticado pela NOS, que também pratica um desconto de 42% neste período, no entanto, adiciona um cartão extra por mais 13,90 euros mensais. A Vodafone tem o seu tarifário RED em promoção por 15,90 euros por mês, mas apenas desconta 1 euro num cartão adicional, ou seja 14,90 euros, mas passando a oferecer 15 GB de tráfego em vez dos 10 GB.

Ainda assim, a DECO afirma que a NOWO está a oferecer cartões de 10 GB por 15 euros por mês. E se acrescentar cartões adicionais a mensalidade baixa para 50%. No caso de ter dois cartões, cada um passaria a custar 11,25 euros por mês. Para a Defesa do Consumidor esta é a melhor opção, embora saliente os bons negócios da Lycamobile apontados anteriormente. Mas por não ter avaliação de qualidade do operador, não lhe dá o selo de escolha acertada.

A DECO salienta ainda os descontos do tarifário M Móvel ilimitado da MEO, com velocidades até 10 Mbps, assim como o RED Infinity da Vodafone, ambos por 19,99 euros por mês durante os dois meses de fidelização, num desconto de 50% (custavam 39,99 euros). Para a velocidade máxima passa para 24,99 euros. A NOS tem o pior negócio dos três, oferecendo os mesmos pacotes por 29,99 euros e 39,99 euros por mês nas duas opções de velocidades.

Na NOWO paga 15 euros por mês por um cartão de 10 GB, mas se juntar quatro cartões adicionais passará a pagar 9,38 euros por cartão. Mais uma vez a DECO reforça a proposta da Lycamobile de 40 GB por 10 euros por mês, mas apenas durante três meses, passando a 20 GB de plafond.

Por fim, destaca as ofertas de Black Friday para os tarifários dos serviços jovens (com menos de 25 anos). O WTF da NOS tem o tarifário mais barato a curto prazo, com 20 GB por 10 euros por mês durante seis meses. Mas o Moche da MEO é o mais barato caso pretenda uma utilização mais prolongada. Ao manter o serviço ativo por 24 meses pagará 17,18 euros por mês, ao passo que no WTF paga 18,85 euros por mês no mesmo período.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.