Os jogos olímpicos do Brasil acontecem em 2016. Os responsáveis garantem que a infraestrutura tecnológica começará a ser montada muito antes disso, de forma a evitar os problemas que marcaram o campeonato do mundo e que acabaram por impossibilitar a existência de infraestruturas Wi-Fi em vários estádios.



Em declarações à imprensa, um responsável do comité organizador garante que estão planeados 45 eventos de teste para antecipar problemas e garantir que à data da prova toda a infraestrutura está operacional.



Alguns números já conhecidos indicam que para o evento estará reservado um espaço para armazenamento de dados na ordem dos 55 terabytes que pode ser reforçado até aos 120 terabytes em caso de necessidade. Ainda assim, o espaço de partida reservado para a competição permitirá guardar o equivalente a 720 mil fotos ou 4 mil minutos de vídeo.
A prova conta com o patrocínio de sete tecnológicas: EMC, Atos, Cisco, Embratel/Claro, Panasonic, Iomega e Samsung, como detalha o ComputerWorld, que cita as declarações da organização.



Para organizar a prova não serão investidos apenas 7,5 mil milhões de reais. Há outros dois orçamentos a assegurar as verbas necessárias para realizar a prova. A construção das instalações para a prova vai absorver 6 mil milhões de reais, a que se juntam outros 25 mil milhões para infraestruturas.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.