O mais recente relatório da Anacom revela que o tráfego telefónico aumentou durante o primeiro semestre de 2020 devido ao impacto da pandemia de COVID-19. Ao todo, a taxa de penetração dos acessos telefónicos principais atingiu 50 acessos por 100 habitantes. Já a taxa relativa aos acessos instalados a pedido de clientes residenciais cresceu para 91,2 por 100 famílias.

De acordo com a entidade, o número de clientes do serviço telefónico fixo na modalidade de acesso direto é de cerca de 4,2 milhões, mais 94 mil do que no primeiro semestre de 2019. O crescimento de 2,3% está associado à crescente penetração das ofertas em pacote que integram telefonia fixa e é consistente com as tendências estimadas.

A Anacom verificou também um aumento de 9,3% no volume de minutos originado na rede fixa face a 2019, explicando que este é o primeiro aumento homólogo desde o primeiro semestre de 2012.

O aumento resulta das alterações nos padrões de utilização do serviço devido à crise de saúde pública. Na semana em que entrou em vigor o Estado de Emergência, o tráfego de voz fixa cresceu 61% face à semana anterior à declaração de pandemia.

A duração média das chamadas originadas na rede fixa também aumentou cerca de 41 segundos relativamente ao semestre homólogo. A duração média das chamadas nacionais fixo-fixo aumentou 58 segundos.

No final do primeiro semestre de 2020, a quota de clientes de acesso direto da MEO atingiu os 42,1%, seguindo-se a NOS com 35,8%, a Vodafone com 18,4% e a NOWO com 3,4%.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.