A IDC estima que, ao longo deste ano, o mercado de equipamentos móveis abrande deixando de registar um crescimento de dois dígitos como tem sido hábito. O aumento de 11,6 por cento que o sector observou no último trimestre de 2007, referente à venda de 300 milhões de equipamentos, não parece ser suficiente para alterar as previsões até porque, dadas as vendas de Natal, os números dos últimos três meses do ano são sempre muito positivos.



Ryan Reith, analista da consultora, refere que nos últimos três anos o crescimento do sector durante a época natalícia variou entre os 18 e os 30 por cento, o que coloca o aumento observado no último trimestre de 2007 abaixo dos valores de referência anteriores.



Posto isto, "prever que o nível de crescimento do mercado se mantenha é irrealista", explica o mesmo analista frisando que o aumento esperado para 2008 se fixe num único dígito, uma tendência que se deverá manter ao longo dos próximos anos.



Durante 2007, foram vendidos 1,144 mil milhões de telemóveis em todo o mundo, mais 12,4 por cento mais do que no ano anterior. A Samsung foi a marca que se destacou ao quadruplicar o seu crescimento, o que destronou a Motorola e lhe valeu a segunda posição nas vendas mundiais. A Nokia continuou a ser a líder do sector.



A fabricante vendeu, no quarto trimestre tanto quanto as três rivais juntas - Samsung, Motorola e Sony Ericsson - e chegou a produzir 1,5 milhões de telemóveis por dia. No final, acabou o ano com 40 por cento da quota total do mercado.



Notícias Relacionadas:

2007-04-20 - Mercado de telemóveis com crescimento lento ao longo de 2007

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.