Com o desenvolvimento da inteligência artificial é cada vez mais fácil gerar texto de forma convicente, uma técnica que pode ser usada na resposta a clientes e na produção de informação a partir de relatórios e outros dados, mas também para criar desinformação e fake news, ou contas de redes sociais falsas que gerem comentários, por exemplo.

E como se distingue entre uma máquina e uma pessoa? Os investigadores desenvolveram uma ferramenta que analisa o texto e procuram identificar padrões que se encaixem no perfil de máquinas inteligentes.

O modelo do Giant Language Model Test Room (GLTR) está explicado num paper que foi já publicado e a ferramenta está disponível para ser experimentada online. O código fonte foi colocado no GitHub.

No resultado da análise a um texto, as palavras mais previsiveis estão a verde, enquanto as menos previsiveis são sublinhadas a amarelo e vermelho. As diferencidoras aparecem a roxo e são as que habitualmente podem ser encontrados em artigos genuinos, escritos por humanos.

GLTR

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.