O Departamento de Veículos a Motor do estado norte-americano da Califórnia adicionou a concorrente da Uber à lista de empresas com autorização para fazer testes com carros autónomos, juntando-se a outras empresas na estrada como a Google, a Baidu, a Nvidia e a Tesla.

A tecnológica tem parcerias com empresas como a Ford, General Motors, Waymo, NuTonomy, Drive.ai e Jaguar Land Rover, com o objetivo de ser a plataforma através da qual esses fabricantes implementam os seus carros autónomos.

Nesse sentido, ainda não é claro se a Lyft vai usar a sua própria tecnologia ou a dos seus companheiros nos testes aos veículos autónomos .

A notícia surge após a empresa anunciar que vai expandir os seus serviços além-fronteiras. Depois de cinco anos a operar exclusivamente em solo norte-americano, a empresa vai agora rumar ao Canadá, onde começará por estabelecer a sua primeira frota na cidade de Toronto.

Acontece também  numa altura em que a Uber enfrenta vários tropeções como a perda da licença para operar em Londres ou o processo levado a cabo pela Waymo, que acusa a Uber do roubo de segredos comerciais por parte de Anthony Levandowski, que deixou a Google para lançar a Otto, comprada pela Uber.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.