A Huawei tem vindo a desenvolver os seus Huawei Mobile Services (HMS) como alternativa aos serviços da Google que está impedida de utilizar desde que passou a estar na lista negra do departamento de comércio norte americano. Embora continue a comercializar novas versões de alguns smartphones com Google Mobile Services, a marca tem colocado no mercado novos modelos baseados na sua própria estrutura de serviços, entre os quais os topo de gama Mate 30 e os P40.

O novo Mate 40 Pro, que foi recentemente apresentado, vai chegar amanhã às lojas em Portugal e as referências têm sido muito positivas, com a DXoMark a colocar o smartphone no topo da classificação das melhores câmaras, e a análise de benchmark da Antutu a mostrar que o smartphone que usa o processador Kirin 9000 saltou imediatamente para o topo de uma lista de equipamentos que era liderada pelos Snapdragon 865+ da Qualcomm.

“A Huawei Mate Series é sempre uma das gamas de smartphones mais aguardadas em Portugal […] acreditamos que vai ter uma elevada adoção por parte dos nossos fãs e consumidores”, afirma Tiago Flores em entrevista ao SAPO TEK, lembrando as referências positivas que o smartphone tem recebido. As câmaras, o design e a bateria são algumas das características destacadas pelo diretor de vendas da área de Consumo da empresa em Portugal.

O smartphone foi anunciado a 22 de outubro e o SAPO TEK teve acesso a informação antecipadamente sobre as características do novo topo de gama, que vai beneficiar também das melhorias que foram introduzidas nos Huawei Mobile Services (HMS).

Mas nem todos os países vão receber já o Mate 40 Pro. “A distribuição do Mate 40 Pro pelos diversos países da Europa prende-se com o forecast de vendas e a dimensão do País”, explica Tiago Flores, lembrando que esta é uma série que tem registado uma aceitação muito elevada nos consumidores portugueses. Este dado, combinado com  uma adesão positiva aos Huawei Mobile Services, acabou por dar a Portugal uma prioridade superior na Europa.

Novo motor de pesquisa Petal Search da Huawei pretende ajudar utilizadores a encontrar os conteúdos que procuram
Novo motor de pesquisa Petal Search da Huawei pretende ajudar utilizadores a encontrar os conteúdos que procuram
Ver artigo

“Em Portugal temos visto uma adoção muito elevada dos nossos smartphones HMS, e podemos mesmo acrescentar que o Huawei P40 lite é um dos equipamentos mais vendidos em Portugal, figurando atualmente na lista entre os 10 smartphones mais vendidos no segmento em que se insere”, afirma Tiago Flores. O responsável de vendas diz que esta adoção dos HMS também se deve à crescente comunicação da aplicação Petal Search, que permite encontrar as aplicações e informações, incluindo notícias, logo no ecrã inicial.

O número de downloads da aplicação em Portugal é elevado, afirma Tiago Flores, que diz que “só em Portugal já registámos mais de 1M downloads de aplicações Petal Search desde o seu lançamento e podemos dizer que quase 90% das pessoas que compram um telefone HMS utilizam este motor de busca para procurar aplicações e outro tipo de informação”.

Preparação para um ano diferente com impacto da COVID-19

Em relação às vendas de equipamentos com HMS, o responsável da Huawei Portugal afirma que “na categoria de smartphones 40% das vendas são já de dispositivos HMS”, e traça uma expectativa positiva para o total do ano de 2020. “Em acumulado, estamos a perspetivar que as receitas de smartphones e restantes categorias, como por exemplo, os notebooks, onde já temos mais de 10% da quota de mercado e wearables, onde mantemos uma posição de destaque, sejam superiores às do ano passado no mercado Português”, afirma.

Mesmo com os desafios e incerteza do impacto da pandemia da COVID-19, Tiago Flores afirma que a marca está a trabalhar com os parceiros para se preparar para o período que aí vem, e o Natal. “Continuamos focados no consumidor e a preparar o nosso Service Center para continuar a adequar a sua prestação, de forma, a satisfazer os nossos clientes. Para tal, mantemos ativo os serviços de assistência ao cliente, que lançámos em Março quando a pandemia chegou a Portugal, como o contacto através da aplicação Whatsapp e o serviço de Pick up na casa dos clientes de dispositivos Huawei danificados ou a necessitar de intervenção”, explica.

A Huawei está também a preparar uma campanha de marca onde vai “englobar todo o ecossistema da Huawei com benefícios reais para o consumidor final”, afirma. Uma escova de dentes e uma balança inteligente estão entre os primeiros produtos a chegar às lojas mas a Huawei está a preparar a entrada de mais gadgets do seu ecossistema de parceiros de eletrónica de consumo no próximo ano.

O Huawei Mate 40 chega às lojas amanhã com preços a partir de 1.249 euros e está em pré-venda desde 28 de novembro, com oferta de 6 meses de subscrição da app Huawei Music, 50GB de dados grátis na Huawei Cloud durante 12 meses e 6 meses grátis na aplicação TomTom.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.