Depois de um iPad Air reduzido até às dimensões mínimas, a Apple decidiu também evoluir o iPad Mini. O ecrã mantém-se nas 7,9 polegadas, mas a resolução cresce até aos 2.048x1.536 píxeis o que lhe vale o termo de Retina Display.

O processador evoluiu para um A7 - tal como o do novo iPhone 5s - com arquitetura de 64 bits. A Apple promete uma capacidade de processamento quatro vezes superior e um desempenho gráfico até oito vezes melhor. A duração da bateria está estimada em 10 horas.

O iPad Mini com ecrã Retina ganhou ainda tecnologia MIMO que aumenta as capacidades do telemóvel no suporte a diferentes redes - móveis e Wi-Fi -. Há também uma câmara iSight de cinco megapixéis na traseira.

[caption]iPad Mini[/caption]

Vai chegar aos mercados ainda durante o mês de novembro nas cores prateado, branco, cinzento e preto. O preço é de 399 euros para a versão de 16GB, 489 para a de 32GB, 579 euros para o modelo de 64GB, enquanto o de 128GB custa 669 euros. O iPad Mini original vai-se manter no mercado, mas o preço vai baixar para os 299 euros - o preço mais baixo que um iPad já teve nas "mãos" da Apple.

Está também confirmada a chegada do iPad Mini à TMN, Vodafone e Optimus - chamada de Orange pela Apple - como atesta a seguinte imagem:

[caption]iPad Mini[/caption]


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.