Eliminar a entrada para auriculares de um smartphone não é uma decisão popular. No entanto, já existem várias marcas a seguir esta estratégia. Algumas optam por voltar atrás, mas outras, como é o caso da Apple, mantêm-se fiéis à opção que, ao lado do novo telemóvel da Meizu, não é mais do que a ponta de um fio com muito mais comprimento por explorar. É que esta semana, a fabricante chinesa anunciou o Zero, um equipamento móvel que não só exclui a porta física para headphones, como suprime também a entrada USB e o altifalante superior que é utilizado para as chamadas. Neste modelo, apenas a dupla câmara traseira perturba a continuidade de uma estrutura lisa e contínua.

Para compensar a falta de entradas USB, o Zero integra um sistema de carregamento sem fios e tecnologia Bluetooth 5.0 para assegurar a conectividade entre equipamentos. Escreve a imprensa internacional que, com esta ponte, o telefone é capaz de transferir documentos a uma velocidade equiparável à registada pelo USB 3.0.

Apesar da ausência de altifalantes, é possível fazer chamadas e ouvir conteúdos multimédia no telefone, uma vez que o display tem um sistema de som integrado. Neste caso, importa referir que o ecrã é um QHD OLED de 5,99 polegadas.

Ainda na zona dianteira, encontra-se também uma câmara frontal de 20MP e um leitor de impressões digitais embutido no display. Embora não em estado físico, os botões continuam presentes, mas em formato sensível ao toque e com feedback háptico.

O Zero conta também com um sistema de cartão SIM virtual, que elimina a necessidade de existir uma slot dedicada.

Importa ainda sublinhar que o smartphone tem um processador Snapdragon 845, 6GB de RAM e 128GB de armazenamento.

O telefone vai estar à venda na China, mas não é certo que modelo venha a ser disponibilizado além fronteiras. No entanto, o conceito é de sublinhar e pode ser representante do futuro para onde a indústria caminha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.