O grupo de astronautas da missão Crew-2, o segundo voo comercial tripulado da SpaceX já se encontra há algum tempo na Estação Espacial Internacional. Mas este domingo a base espacial ficou “mais vazia” com o regresso dos astronautas da Crew-1 à Terra este domingo. A equipa aterrou em segurança no Golfo do México, depois da missão no espaço que durou quase seis meses, marcando a mais longa missão de astronautas americanos até à data, depois da sua chegada no dia 17 de novembro do ano passado.

A cápsula Crew Dragon trouxe os astronautas da NASA Michael Hopkins, Victor Glover e Shannon Walker, assim como o japonês Soichi Noguchi da agência espacial japonesa (JAXA). O regresso dos astronautas coincidiu com um dos primeiros discursos públicos no novo administrador da NASA, Bill Nelson, que tomou pose no dia 29 de abril. Nas suas palavras, cumpriu-se mais um voo espacial de sucesso para os Estados Unidos e os seus parceiros comerciais, demonstrando o transporte seguro para a ISS através do programa comercial.

Veja as fotos dos astronautas durante a estadia no ISS e a sua chegada à Terra:

Contas feitas, os quatro astronautas viajaram um total de 114,6 milhões de quilómetros durante os seus 168 dias em órbita, completando um total de 2.688 voltas à Terra. E o grupo registou também alguns marcos importantes para a história espacial da NASA. Em primeiro lugar bateu o recorde de permanência no espaço no dobro do tempo que a tripulação do Skylab que permaneceu 85 dias, em fevereiro de 1974.

Depois, porque o este foi a primeira aterragem noturna de uma nave tripulada desde o Apollo 8 regressou ao oceano Pacífico em 27 de dezembro de 1968, trazendo abordo os astronautas da NASA Frank Borman, Jim Lovell e Bill Anders.

A NASA destaca o trabalho da tripulação da Crew-1, tendo contribuído para investigações cientificas e demonstrações de tecnologia, assim como alguns passeios espaciais e eventos públicos. Destaque para o estudo do desenvolvimento da proteína cristalizada para avançar descobertas em medicamentos, assim como a demonstração de tecnologias relacionadas com o assistente robótico. Também cultivaram algumas plantas e obtiveram centenas de fotografias da Terra, como parte da sua missão de observação do planeta.

A cápsula Crew-2 ou Resilience como foi batizada pelos astronautas, vai agora ser examinada pelos técnicos, para estudar os seus dados de performance durante todo o voo. Estas conclusões serão importantes para o próximo voo Crew-3 já agendado para o lançamento não antes do dia 23 de outubro, dias antes da previsão de chegada da tripulação da Crew-2 a 31 de outubro.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.