Os entusiastas da observação celeste vão ter mais motivos para olhar com atenção para céu durante o próximo fim-de-semana. Logo no dia 4 de julho, pelas 13h, a Terra vai encontrar-se-á no afélio, o ponto mais afastado do Sol, a uma distância de 1,016694252 unidades astronómicas. Já no dia 5 o céu noturno será palco de 3 fenómenos astronómicos, incluindo um eclipse penumbral da Lua, visível em Portugal.

De acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL), a entrada da Terra no afélio fará com que o Sol pareça um pouco mais pequeno do que o habitual. Embora o diâmetro verdadeiro do Astro-Rei se mantenha fixo, situando-se nos 1,393 milhões de quilómetros, o ângulo observado entre os extremos esquerdo e direito do disco solar diminui ou aumenta, consoante a distância ao Sol se altera.

A Terra atingirá o afélio no dia 4 de julho
créditos: OAL

Para lá de uma “ilusão de ótica” no que toca ao tamanho do Sol, o fenómeno não impede que o hemisfério norte esteja na estação mais quente do ano. Recorde-se que as estações do ano não dependem da distância da Terra ao Sol, mas sim da inclinação do eixo da Terra relativamente ao seu plano orbital.

No dia 5 de julho, o eclipse penumbral da Lua, visível na Europa Ocidental e também em África e nas Américas, atinge o seu ponto máximo às 05h30 (hora de Lisboa). O OAL explica que, em Portugal Continental, a Lua entra na Penumbra por volta das 04h04, quando ainda está numa posição baixa horizonte com um azimute de 215 º contado de Norte para Este.

O fenómeno terá uma duração de uma hora e 26 minutos e, embora não tenha a espetacularidade de um eclipse total não deixa de ser algo interessante de se observar e o seu efeito sobre a Lua será como a formação de uma sombra que lhe retirará algum brilho.

O ocaso da lua ocorrerá pelas 06h18 e a partir desse momento já não será possível o satélite natural da Terra a sair da penumbra, uma vez que o fenómeno sucederá às 06h56. Para saber a partir de que horas poderá acompanhá-lo consoante o local onde se encontra em Portugal consulte a tabela.

A que horas acompanhar o eclipse penumbral da lua no dia 5 de julho?
créditos: OAL

Ainda no domingo, a Lua entrará na sua fase mais cheia na constelação de Sagitário por volta das 05h44. Além disso, Júpiter será visível durante toda a noite na mesma constelação. O planeta acompanhará a Lua a 1,9°N pelas 23h na direção sudoeste e a sua magnitude ao longo do mês será de -2,7.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.