Há 50 bolsas de doutoramento para investigadores e especialistas em ciências da virologia em Portugal em 2020. Em plena pandemia de COVID-19, a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) lança esta terça-feira o concurso aberto DOCTORATES4 COVID-19, que deverá ter a partir deste ano cinco edições consecutivas.

Com o período de candidaturas aberto entre 8 de abril e 14 de maio, as bolsas atribuídas destinam-se a atividades de investigação desenvolvidas em instituições de ensino superior, unidades de investigação e desenvolvimento, laboratórios associados e colaborativos. Para além disso, também centros de interface tecnológico, laboratórios do estado e outras instituições públicas de investigação, hospitais e unidades de cuidados de saúde podem concorrer. Ao concurso podem ainda candidatar-se outras entidades integradas na administração pública, nacionais ou internacionais, explica a FCT.

Ideias, publicações e ações de investigação sobre a COVID-19 estão reunidas num novo portal do Governo
Ideias, publicações e ações de investigação sobre a COVID-19 estão reunidas num novo portal do Governo
Ver artigo

Quanto às bolsas de doutoramento, terão de estar em linha com os temas destacados pela FCT. Por isso, caso a área de epidemiologia e fatores de risco de infeção e doença grave pelo vírus ou as estratégias de prevenção e preparação para novas epidemias, sejam do seu interesse, poderá ter o apoio da Fundação.

Ao todo são nove as áreas em que os doutoramentos se podem enquadrar. Caracterização dos mecanismos de infeção viral, repercussões da infeção viral na saúde materna e no recém-nascido e o impacto psicológico e alterações de comportamento associadas à pandemia são alguns dos âmbitos possíveis.

Tendo em conta que o concurso está previsto que seja lançado durante cinco anos consecutivos, a FCT explica que irá apoiar a organização, através de instituições nacionais e em articulação com a Agência de Investigação Clínica e Inovação Biomédica. Uma "Escola Doutoral em ciências da virologia", com uma duração semanal e periodicidade anual, na forma de um workshop que reúna estudantes e investigadores nacionais e internacionais, são objetivos para o futuro.

Na nota à comunicação social, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, destaca a importância deste programa, tendo em conta a “reconhecida necessidade de estimular a formação de cientistas e especialistas em virologia em Portugal”.

A iniciativa surge depois de vários programas e concursos lançados quererem apoiar projetos que ajudem na luta contra a COVID-19. Em Portugal, a FCT lançou o RESEARCH 4 COVID-19 e o AI 4 COVID-19. Já a Agência Espacial Europeia está à procura de soluções que recorram a tecnologias espaciais até 20 de abril.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.