Chama-se Diana e é uma assistente virtual, que usa inteligência artificial generativa para interagir por voz e em linguagem natural com o utilizador. Foi desenvolvida pela Defined.AI, empresa fundada e liderada pela portuguesa Daniela Braga nos Estados Unidos, que é também líder de um dos consórcios financiados pelo Plano de Recuperação e Resiliência, na área da IA. A Diana é um dos primeiros produtos desse trabalho e é a própria Daniela Braga que mostra num vídeo como funciona o chatbot.

O vídeo que pode ver abaixo mostra o use case desenvolvido para apresentar e mostrar o potencial da solução no Web Summit, que decorreu há dias em Lisboa, onde o SAPO TeK esteve e onde acompanhou o lançamento e falou com a empresa. Aqui vai poder ver várias capacidades que a Defined.AI quis destacar no chatbot, por garantir que são únicas. A Diana consegue perceber português e inglês na mesma frase, algo que a Defined.AI explica ser uma novidade nestas soluções. Chama-se code switching e tecnicamente tem sido difícil de conseguir fazer com bons resultados.

Na demonstração, uma das interações com a Diana é feita na rua, em ambiente ruidoso, que é outra dificuldade habitual destes sistemas: conseguir reconhecer voz corretamente em ambientes onde vários sons se misturam. Na demonstração correu bem e durante a confusão ruidosa da Web Summit, a empresa garantiu que também correu.

As questões colocadas ao chatbot neste vídeo são aquelas que poderia colocar um qualquer visitante do Web Summit, a aproveitar a viagem para fazer turismo em Lisboa. Na demonstração que o SAPO TeK viu no evento houve outras, sobre o Castelo de São Jorge, ou onde comer uns bons pastéis de Belém, com a Diana no mesmo papel de concierge.

Veja o vídeo 

A ideia, no entanto, é adaptar a Diana a diferentes papéis, configurando o chatbot para as áreas de conhecimento que façam sentido às empresas e instituições que a usem. A “carcaça” da Diana também está na base do assistente virtual que responde a perguntas e facilita a utilização de serviços como a Chave Móvel Digital no site ePortugal. Este foi o primeiro protótipo desenvolvido pelo consórcio Accelerat.ai, que deverá criar soluções semelhantes para outros serviços públicos, enquanto estiver em atividade (até 2025).

O objetivo do consórcio é aliás desenvolver um produto de IA Conversacional, um assistente virtual, para usar em contact centers e substituir o agente em 80% das perguntas mais frequentes, através de voz ou texto. Mas não só, desde o início que o plano passa por criar uma solução que possa ser adaptada a diferentes contextos e a diferentes sectores.

A Diana serviu para mostrar isso mesmo. E viu a luz do dia já depois da Defined.AI a ter mostrado a várias empresas portuguesas. Sem retorno positivo destes contactos, a empresa com sede em Seattle prepara-se para começar a abordar o mercado norte-americano. O primeiro sector onde vai apresentar a Diana é o do retalho “é mais orientado ao consumo e é uma área onde todas as empresas têm necessidades relacionadas com o apoio ao cliente", explicou ao SAPO TeK Daniela Braga, numa entrevista recente.

As parecenças da Diana com o ChatGPT não são coincidência. Os dois assistentes assentam em modelos de IA conversacional e a Diana espelha uma solução open source, modular, que integra várias tecnologias, entre elas o Whisper da OpenAI, para o reconhecimento automático de voz. No entanto, a Diana recorre à versão mais recente do modelo de linguagem da Meta, o Lama 2, para além de integrar a tecnologia de Text to Speech da Microsoft e outras.

A Defined.Ai, que na vertente mais tradicional do negócio prepara os dados usados por muitas das empresas que disponibilizam assistentes virtuais, aqui "monta" todas as peças que permitem criar uma solução final e faz o fine tuning, para que a Diana consiga compreender numa pergunta em inglês o que é uma alheira e explicar de que é feita. No futuro a assistente pode responder a perguntas em qualquer outra área, se for configurada para isso, em soluções que podem chegar ao cliente final via browser ou integradas numa app.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.