Depois de estar no centro da polémica de uma possível interferência russa nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016 através de uma campanha de disseminação de notícias falsas, o Facebook anunciou uma série de medidas contra as fake news.

Para impedir a publicação de informações falsas, promover o jornalismo de qualidade e melhorar o conteúdo das notícias, a rede social esclarece que segue uma estratégia com três etapas. Essa abordagem reduz significativamente o alcance das fake news e elimina os agentes nocivos que as costumam disseminar.

Um dos procedimentos do Facebook é a remoção de contas e conteúdos que vão contras os seus Padrões de Comunidade ou as Políticas de Anúncios. Apesar das fake news não violarem estas diretivas, muitos dos seus autores desrespeitam-nas em outras categorias, como spam, discurso de ódio ou usando identidades falsas.

Dessa forma, a rede social está a aplicar machine learning para ajudar as suas equipas a detetarem fraudes e a aplicarem as suas políticas contra spam.

A estratégia do Facebook passa também por penalizar conteúdos fraudulentos, como clickbaits, links frequentemente partilhados por spammers e links para páginas de baixa qualidade, também conhecidos como ad farms e por remover páginas e sites incompletos que costumam partilhar notícias falsas, com o objetivo de reduzir o alcance dos seus feeds de notícias.

Facebook: saiba se foi enganado pelas "fake news"
Facebook: saiba se foi enganado pelas "fake news"
Ver artigo

Outra componente da estratégia do Facebook em alguns países é a parceria com verificadores de factos independentes para analisar e classificar a precisão dos artigos e publicações na rede social. Quando algo é catalogado como falso, o Facebook atribui uma classificação baixa a essas histórias no feed de notícias, o que reduz a visualização de conteúdos falsos em mais de 80%.

De forma a ajudar as pessoas a tomarem decisões informadas sobre o que ler, confiar e partilhar, a rede social está a criar produtos que dão mais informações às pessoas diretamente no feed, como uma ferramenta educativa que disponibiliza dicas para identificar notícias falsas.

Através da curta-metragem “Facing Facts”, lançada pela rede social, pode ter uma visão interna da luta do Facebook contra a desinformação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.