Cinco empresas de Internet anunciaram hoje uma parceria para a criação de uma base de dados que deverá estar operacional até final deste ano com imagens de pornografia infantil e o desenvolvimento de um conjunto de ferramentas que ajudem os operadores de rede e as autoridades a evitar a distribuição desse tipo de imagens.



Integram o leque de companhias aderentes à iniciativa a Time Warner, a AOL, Yahoo, Microsoft, Earthlink e a United Online. Todas contribuíram com um milhão de dólares para ajudar o National Center for Missing and Exploited Children a construir a base de dados de imagens que se espera venha a ajudar as autoridades.



Para cada imagem associada à base será criada uma assinatura matemática única, baseada numa fórmula comum a usar por todos os membros desta parceria, que posteriormente vão pesquisar nas imagens dos seus utilizadores registos coincidentes.



A forma como cada uma das empresas fará essa verificação pode variar mas sabe-se já que no caso da AOL, por exemplo, a empresa pretende verificar os anexos de cada email usando um sistema idêntico ao utilizado na verificação de vírus. Caso encontre imagens de pornografia infantil a informação será passada ao centro envolvido no projecto.



Os primeiros encontros regulares entre as empresas aderentes a esta iniciativa arrancam no próximo mês. O primeiro passo é estudar tecnologias, avaliar questões relacionadas com a privacidade dos utilizadores, entre outras. É provável que entretanto novas empresas adiram ao projecto.



Notícias Relacionadas:

2006-06-23 - Google desinveste no motor de busca chinês Baidu

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.