Durante o programa está prevista a assinatura de novos acordos e parcerias, que materializam o investimentos em redes, parcerias e projetos de tecnologia e inovação, assim como de responsabilidade social, que estão no centro de um novo périplo da Comissão Executiva da Altice Portugal que teve início ontem.

Os 20 concelhos e 10 distritos de Portugal abrangidos nestes acordos contam com Lisboa, Coimbra, Leiria, Faro, Guarda, Castelo Branco, Porto, Viseu e Santarém. Todos recebem a visita da Comissão executiva da Altice Portugal nos dias 2 e 3 de julho, num programa que pretende reafirmar a presença da Altice Portugal em projetos de combate e prevenção à COVID-19, como explica a empresa.

Esta é mais uma iniciativa da empresa que tem feito várias ações semelhantes e que assume a proximidade como um dos seus pilares. "A proximidade é já um pilar indissociável do nosso ADN e queremos que constitua um exemplo para todos. Esta deslocação, e em particular todo o investimento a ela associado – mais de 10 milhões de euros – mostra que continuamos a apostar no País e a assumirmo-nos enquanto motor de desenvolvimento económico e social, para lá de todas as fronteiras e densidades populacionais. Estamos cá, estivemos sempre cá e vamos continuar", refere Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal.

Segundo a empresa, "este regresso ao território marca uma nova vaga de investimento no País, em especial no que respeita ao reforço da expansão de fibra ótica de última geração, um projeto que a Altice Portugal tem levado a cabo em prol de um País mais equilibrado no acesso às oportunidades, não olhando à dimensão dos territórios".

A Altice Portugal lembra que este é um "investimento privado, autónomo e totalmente voluntário", que vai garantir que uma dezena de municípios vão beneficiar do reforço das suas redes de fibra ótica e, em alguns casos, de rede móvel, em coberturas que em muitos casos superam os 90%. Abrantes, Cantanhede, Celorico da Beira, Constância, Covilhã, Figueira da Foz, Guarda, Mangualde, Pombal, Santa Maria da Feira são os municípios visados nesta nova vaga de investimento.

"Hoje, são já mais de 5.1 milhões de lares e empresas abrangidos pela infraestruturação de fibra ótica, num projeto que levará esta tecnologia às 5.3 milhões de casas e empresas portuguesas, tornando Portugal num dos primeiros países europeus com cobertura integral de fibra ótica", refere a empresa em comunicado.

Na área da Inovação a empresa vai inaugurar mais um espaço colaborativo, o laboratório AlticeLabs@ISEC, e celebrar um protocolo com a Universidade de Coimbra para o desenvolvimento de projetos no âmbito de I&D. O novo Centro de Investigação, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico no Instituto de Engenharia de Coimbra, o AlticeLabs@ISEC, marca o arranque de um projeto de cooperação entre as duas entidades com vista ao desenvolvimento de sistemas e soluções em cloud.

O projeto constitui um investimento de 120 mil euros e neste âmbito a Altice Labs une-se também ao Centro de Informática e Sistemas da Universidade de Coimbra para ações de colaboração científica, tecnológica e de inovação, designadamente em Big Data & Analytics, Data Science e Artificial Intelligence and Cognitive Systems.

No âmbito do périplo de dois dias a Altice Portugal mantém também na agenda uma série de iniciativas relacionadas com a responsabilidade social, dando resposta às atuais circunstâncias impostas pela COVID-19. O programa dá primazia a projetos de promoção de condições para melhor prestação de cuidados de saúde.

Em conjunto com a Huawei Portugal a Altice Portugal vai colocar à disposição de 7 hospitais portugueses, de norte a sul, um conjunto de sistemas de videoconferência e tablets. "A disponibilização destes equipamentos visa assegurar a tecnologia para potenciar a colaboração entre várias unidades de saúde portuguesas, nomeadamente no que concerne ao estudo de casos clínicos", refere-se.

As cabines de leitura vão também estar presentes em mais um município, desta vez Oliveira de Azeméis que se junta a uma lista já extensa de mais de 30 microbibliotecas reabilitadas pela Fundação Altice. Nestes espaços aplica-se o o mote “Levar, doar, ler, devolver”, transformando as antigas cabines telefónicas ao serviço da comunidade.

Nota da Redação: A notícia foi atualizada com mais informação. Última atualização 10h22

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.