As principais tecnológicas americanas estão a ser alvo de escrutínio, por suspeitas de práticas antitrust, usando o seu poder no mercado para eliminar qualquer oportunidade concorrencial de empresas mais pequenas. Hoje, os líderes da Apple, Amazon, Facebook e Google seriam ouvidos pelo Congresso americano, para testemunhar as práticas das suas empresas no mercado, mas a audição, que poderia ser feita remotamente, acabou por ser adiada, sem data anunciada.

Tim Cook, Jeff Bezos, Sundar Pichai e Mark Zuckerberg tinham planos para serem ouvidos em formato virtual, devido à pandemia de COVID-19, refere a Reuteurs. De todos, apenas o líder da Amazon, Jeff Bezos, nunca tinha sido ouvido pelo Congresso sobre o assunto, já o patrão do Facebook seria a terceira vez presente para testemunhar.

Segundo foi avançado, o adiamento terá acontecido devido ao velório público de John Lewis, um líder e congressista da Geórgia, que faleceu na semana passada. O velório vai ser feito em frente às escadas do Capitol, com as condolências públicas a decorrerem esta segunda-feira de noite e toda a terça-feira, avança o Business Insider.

Relativamente ao inquérito, as empresas tecnológicas estão a ser investigadas pela FTC, tendo sido obrigadas a fornecer informação e documentos sobre as transações realizadas entre 2010 e 2019, de forma a explicar melhor as atividades de aquisição de grandes empresas e a forma como foram reportadas às agências federais de antitrust.

No seu leque mais recente de multas e investigações, a FTC começou a averiguar em dezembro de 2019 se as práticas comerciais da AWS estão a violar as leis da concorrência e, em setembro do ano passado, a Google concordou em pagar até 200 milhões de dólares por desrespeitar a lei de privacidade online para crianças. Ainda assim, uma das mais mediáticas foi mesmo a multa aplicada ao Facebook no valor de cinco mil milhões de dólares nos EUA em 2019.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.