O painel trimestral Unicre/Vector21 apurou que o valor médio das compras online, por consumidor, registou uma subida de 5,4 por cento no segundo trimestre deste ano, comparativamente aos três meses anteriores. O estudo "Os Portugueses e as Compras na Internet" revela igualmente que o valor médio despendido por comprador foi de 682 euros, o que representa um aumento de 35 euros, face à média apurada para o trimestre anterior.



No período em análise, os produtos mais adquiridos pela Internet foram os livros, de acordo com as respostas de 55 por cento dos inquiridos. As reservas de viagens e reserva de bilhetes ocupam o segundo lugar, na tabela dos produtos mais adquiridos online (cerca de 36 por cento). Relativamente a este aspecto a Vector 21 destaca a elevada percentagem de utilizadores que optaram por adquirir os seus livros via Internet, explicando que os valores obtidos são os mais elevados desde que o estudo se realiza, há cerca de três anos.



O mês em que foi realizado maior volume de compras por esta via foi o mês de Junho, altura em que 90 por cento dos inquiridos afirmam ter recorrido a lojas virtuais para adquirir produtos, avança o documento.



Quanto à nacionalidade das lojas mais utilizadas, apenas 18 por cento dos inquiridos optaram por se limitar a lojas estrangeiras. De um modo global, 75 por cento das compras realizadas online tiveram origem em lojas portuguesas e 30 por cento em lojas estrangeiras, revela o estudo.



No painel elabora pela Vector21 e pela Unicre, 57 por cento dos inquiridos garantem ter intenção de efectuar compras, via Internet ao longo do terceiro trimestre do ano.



Notícias Relacionadas:

2003-05-05 - Portugal recebe primeira edição da Semana do Comércio Electrónico

2003-01-14 - Inquérito da ACEP conclui que comércio electrónico duplicou neste Natal


2001-03-13 - Lojas online portuguesas crescem mas melhoram pouco

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.