Bruxelas anunciou hoje 11 novos projetos financiados com a coordenação de investigadores de instituições nacionais, tendo em vista o programa Horizonte 2020. Sobre o programa “Twinnings”, Portugal obteve nove projetos aprovados, dos quais sete são coordenados por instituições portuguesas. Foram ainda financiadas duas propostas do programa “Teaming” e duas iniciativas “ERA-Chairs”.

Ao todo, foram garantidos mais 33 milhões de euros de financiamento para os projetos portugueses. As instituições nacionais conseguiram obter 174 milhões de euros em 2018, ultrapassando em cerca de 30 milhões os valores angariados anteriormente.

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior destaca em particular o projeto BIOPOLIS, coordenado por Nuno Ferrand, presidente do ICETA da Universidade do Porto, por obter a mais alta classificação do programa Teaming, à frente de uma lista de 12 aprovações. Um segundo projeto Teaming foi também aprovado, coordenado pela Universidade de Coimbra com o apoio da CCDR-Centro. Ambos os projetos Teaming arrecadaram 15 milhões de euros em financiamento, dos quais 12,5 milhões foram para instituições nacionais.

O subprograma Widening do Horizonte 2020 tem como objetivo promover a capacitação das regiões mais periféricas da Europa para uma participação mais competitiva em atividades de investigação e inovação. Este programa incentiva ao recrutamento ou formação de recursos humanos, para cooperação científica para dinamizar projetos de interesse regional, nacional e internacional.

O Ministério revela ainda que as Jornadas Perin 2019 “+Ciência, +Europa”, que arrancaram no passado 20 março estendem-se até ao dia 12 de abril em diversas cidades do norte ao sul do país, com vista à promoção das atividades de investigação e desenvolvimento em Portugal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.