Pelo segundo trimestre consecutivo o investimento em startups a nível global abrandou, caindo 23% na comparação com os dados apurados para o mesmo período do ano passado. Entre abril e junho, as startups a nível global conseguiram angariar financiamento na ordem dos 108,5 mil milhões de dólares, naquele que foi o maior tombo da última década (em queda percentual de valores), mesmo sendo o sexto melhor trimestre da história.

O número de negócios realizados caiu 15%, uma tendência que também se verificou no valor médio dos negócios, que baixou para os 5 milhões de dólares desde o início do ano e no número de mega negócios, revela o mais recente State of Venture Report da CB Insights.

As operações de financiamento acima dos 100 milhões de dólares caíram 31%, para os valores mais baixos desde 2000, mas ainda assim as 250 que se realizaram permitiram investimentos num valor total de 50,5 mil milhões de dólares, durante o período em análise. Os maiores negócios do trimestre foram protagonizados pela Epic Games e pela SpaceX. A primeira conseguiu financiar-se em mais 2 mil milhões de dólares e a empresa espacial de Elon Musk em 1,7 mil milhões.

Clique nas imagens para mais detalhes

O número de novos unicórnios também caiu, 43% face ao momento em que esteve mais elevado no ano passado. Em números absolutos, isto significa que 85 empresas ultrapassaram uma valorização de mil milhões de dólares entre abril e junho deste ano (16 na Europa), quando no mesmo período do ano passado tinham conseguido a mesma proeza 143.

Por regiões, a Europa destaca-se ainda assim, por ter conseguido garantir maior resiliência à tendência de abrandamento dos investimentos de capital de risco. Na região, o volume total de investimentos caiu 13% no segundo trimestre, para 22,7 mil milhões de dólares angariados.

“O desafio para as startups portuguesas é tornarem-se internacionais o mais rápido possível”
“O desafio para as startups portuguesas é tornarem-se internacionais o mais rápido possível”
Ver artigo

Na Ásia e nos Estados Unidos, no mesmo período, recuou 25% em cada uma das regiões, ainda que os Estados Unidos continuem a ser o país onde circula um maior volume de fundos deste tipo, 52,9 mil milhões de dólares neste segundo trimestre, como também mostram os dados da CBInsights.

Por seu lado, as startups com origem em países africanos estão a atrair cada vez mais atenção dos investidores. Na primeira metade do ano conseguiram captar 1,76 mil milhões de dólares em investimento, o que faz prever que o ano acabe com um investimento nas startups da região mil milhões de dólares acima dos números do ano passado.

No total do ano, o volume de investimento captado por startups a nível global atinge já os 250,1 mil milhões de dólares. Em 2021, e no que se refere ao total do ano, o valor alcançado foi de 625,9 mil milhões de dólares.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.