A Cisco Systems anunciou ontem ao mercado os seus resultados trimestrais, apresentando lucros acima das expectativas e um crescimento na facturação. Com 772 milhões de dólares de lucros, os resultados financeiros da empresa conseguiram trazer alguma esperança quanto à evolução positiva dos mercados de tecnologia.



Segundo os dados revelados pela empresa, a facturação teve um crescimento de 12 por cento, situando-se nos 4,8 mil milhões de dólares quando no trimestre homólogo de 2001 se havia situado nos 4,3 mil milhões de dólares. Com o seu ano fiscal de 2002 a terminar a 27 de Julho, a Cisco Systems mostra assim um crescimento e solidez financeira que contraria a actual tendência do mercado de tecnologias.



A empresa anunciou que os seus lucros líquidas de 772 milhões de dólares iriam render aos accionistas 10 cêntimos por acção, quando no mesmo período de 2001 não foram distribuidos quaisquer dividendos face ao lucro de apenas 7 milhões de dólares registado pela empresa.



Apesar dos resultados acima das expectativas dos analistas de mercado, era esperado um maior dividendo por acção, que deveria chegar aos 12 cêntimos, o que causou algumas reacções contraditórias no mercado de valores.



Os responsáveis da Cisco comunicaram que as encomendas de material de redes de comunicação por parte das empresas norte-americanas foram acima das suas expectativas para este trimestre, mas cautelosamente não afirmaram a sua confiança em relação à continuidade desta tendência nos próximos trimestres. As previsões são mesmo de que as encomendas realizadas por empresas ligadas ao negócio de serviços Internet e telecomunicações possam ainda ser reduzidas nos próximos trimestres.



Embora tenham sido identificados outros mercados que estão a reduzir as encomendas, como o da banca de investimento, energia e tecnologias de ponta, os responsáveis da Cisco afirmaram que algumas áreas poderão crescer até ao final do ano, entre as quais a distribuição, educação e o governo federal norte-americano.



De acordo com uma notícia do New York Times, a Cisco continua a ganhar quota de mercado apesar da grande concorrência que pulverizou o mercado, contando actualmente com uma quota de 67,7 por cento face aos 52,3 registados em 2001.



A empresa também anunciou que a administração autorizou a compra adicional de 5 mil milhões de acções da Cisco Systems.

Notícias Relacionadas:

2001-11-07 - Cisco apresenta resultados acima das expectativas

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.