A SAP assumiu-se como culpada num processo movido pela rival Oracle em que é acusada de roubo de informação. O caso remonta a 2007 e numa primeira batalha judicial o juiz deu razão à queixosa, ainda que o processo tenha regresso marcado às "barras do tribunal" para Novembro.

Em causa está o acesso de uma subsidiária da SAP na altura, a TomorrowNow, a informação disponibilizada pela Oracle aos clientes através do seu site de suporte. A TomorrowNow terá conseguido acesso a esta área restrita usando as senhas de empresas a quem prestava serviços e que também eram clientes Oracle.

A acusação mereceu reacção imediata da SAP, que admitiu a conduta duvidosa da sua subsidiária, mas sustentando que não teria tido acesso a essa informação.

A gigante do software empresarial vem agora dizer, segundo avança a Associated Press, que vai aceitar responsabilidades relativamente às infracções da TomorrowNow, embora conteste o valor de indemnização pedido pela rival. "A SAP vai aceitar as suas responsabilidades financeiras pela sentença que vier a ser proferida contra a TomorrowNow, embora não esteja directamente envolvida (…) na cópia ou download de informação, como alega a Oracle na sua queixa".

A SAP calcula os danos na casa das dezenas de milhões de dólares, enquanto a Oracle afirma que o montante pode chegar aos 1.000 milhões de dólares. A audiência marcada para Novembro deverá servir para estipular o valor de recompensa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.