Criada em  2013, a plataforma de tecnologia própria da Unbabel combina processamento de linguagem natural, Neural Machine-Translation, algoritmos de estimativa de qualidade e uma rede global de 55 mil tradutores, que juntos tornam possível traduzir com qualidade e a baixo custo.

Cinco anos volvidos, e depois de ter angariado no início do ano uma ronda de financiamento de série B no valor de cerca de 20 milhões de euros, Vasco Pedro afirma ao SAPO TEK que “ainda temos muito que fazer”.

“Estes cinco anos representam um começo, um princípio. Esta viagem tem sido uma montanha russa, mas quanto mais avançamos mais vemos o potencial e que aquilo que pensámos que era uma viagem inteira é apenas o início. Temos tido um crescimento fantástico até agora, mas a minha expectativa é daqui a cinco anos olhar para trás e pensar que, afinal, éramos tão pequenos e ainda havia tanta coisa a fazer”, afirma o CEO da empresa.

Portuguesa Unbabel soma 400 clientes em serviço de tradução inovador
Portuguesa Unbabel soma 400 clientes em serviço de tradução inovador
Ver artigo

A Unbabel acredita que a tradução é como a água porque “em alguns sítios é difícil ter-lhe acesso”, no entanto, a tecnologia vem ajudar a ultrapassar aquela que é a última barreira a vencer pelas empresas que querem crescer a nível global: a língua.

“Criámos a Unbabel com a ambição de atingir os 70% de utilizadores da internet que não falam inglês e permitir que todas as empresas possam ter, desde o primeiro dia, um alcance global”, afirma o co-fundador da tecnológica.

E, se até há pouco tempo, o que se via era um bocado “um approach de consulting, ou seja, consultoria em que empresas vendiam horas de tradutores e trabalhavam sobre o mesmo pilar de projetos”, atualmente as empresas globais precisam de uma solução que seja “dinâmica, on demand, escalável através de tecnologia e que esteja diretamente integrada com as suas soluções”.

É nesse sentido que a tecnológica está a criar uma nova categoria de mercado, o TaaS - Translation as a Service, que se traduz numa disrupção na forma como as empresas comunicam com os seus clientes e que representa um novo paradigma  de comunicação, assim como o “casamento ideal entre IA e profissionais de tradução que trazem excelência”.

Atualmente, a empresa está a trabalhar numa plataforma uniformizada que vai incorporar todos os serviços da Unbabel em um só sítio de maneira a que seja fácil para uma empresa fazer o deploy para a organização inteira.

“Neste momento, o nosso cliente tem a sensação de que temos vários produtos. Com esta plataforma, vamos ter apenas um produto que é a Unbabel”, esclareceu Vasco Pedro ao SAPO TEK.

Também existem objetivos de expansão, até porque o CEO da Unbabel considera que “dado o nosso ritmo de crescimento e aquilo que estamos a investir em outros mercados, seria um desperdício não capitalizar a vantagem que temos”, desabafa ao mesmo tempo que revela que “a expectativa é que daqui a cerca de um ano comecemos a pensar numa nova ronda de investimento para expandir ainda mais”.

E daqui a mais cinco anos, onde acredita Vasco Pedro que estará a startup que, neste momento, conta com 127 pessoas e escritórios em São Francisco e em Nova Iorque?

“Acho que vamos estar com 500 ou mil pessoas, escritórios não só nos EUA, mas em mais sítios na Europa, na Ásia e na América do Sul e com uma tecnologia muito mais desenvolvida”, remata.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.