As telecomunicações continuam a estar no topo das reclamações que chegam a esta associação de proteção dos consumidores, mas também noutros rankings de queixas na área de consumo. Segundo a DECO há 12 anos que o maior número de pedidos nos canais de atendimento estão relacionados com esta área, somando cerca de 35 mil contactos em 2018. Este ano, desde janeiro, já são mais de 12 mil só até 30 de abril.

Os principais motivos que levam os consumidores a recorrer aos serviços da defesa do consumidor, passam essencialmente pela fidelização e custos associados, a falta de transparência das alterações contratuais e a qualidade dos serviços, indica a associação.

Tem um pacote de telecomunicações triple play? Se calhar podia estar a pagar menos
Tem um pacote de telecomunicações triple play? Se calhar podia estar a pagar menos
Ver artigo

Hoje, dia mundial das telecomunicações e da sociedade de informação, a DECO deixa algumas dicas para escolher o melhor tarifário e cuidados a ter na contratação do serviço, ajudando os consumidores através desta informação a evitar alguns problemas.

A associação recomenda que os utilizadores não façam uma análise isolada dos tarifários de telemóvel, a menos que queira apenas subscrever os serviços de TV ou internet fixa e tenha um tarifário de telemóvel à parte.

Para escolher a melhor opção a DECO aponta 4 passos na decisão: comparar preços, avaliar se mantém serviços fixos e móveis separados, verificar quantos cartões precisa e qual a cobertura de rede.

Para os serviços de TV a associação diz que é melhor começar sempre pelo mais barato e pela opção mais simples, e depois acrescentar os serviços que valoriza. "Se quiser canais premium ou acesso a determinados conteúdos, como acesso ao HBO ou Netflix diretamente através da TV Box, tenha isso em consideração. Pode ficar mais barato subscrever estes serviços à parte e contratar um serviço de internet ou um serviço de TV NET VOZ mais barato", refere, embora admitindo que não é tarefa fácil desde que os operadores MEO, NOS e Vodafone reduziram a velocidade de 100 Mbps para 30 Mbps nos pacotes mais baratos.

Para a tecnologia de ligação a associação indica que a fibra é a melhor tecnologia a escolher para a internet fixa, se estiver disponível. Uma solução de satélite com acesso 4G é outra opção, sempre preferível a uma ligação ADSL. Também aqui pode começar por ponderar velocidades mais baixas, como 30 Mbps ou 100 Mbps.

Para o serviço de telefone fixo, a DECO refere vários pontos críticos a ter em conta, como a possibilidade de adequar o uso às chamadas nacionais gratuitas durante 24h e aos destinos internacionais incluídos entre as 21h e as 9h, feriados e fins de semana, ou o preço das chamadas internacionais para países que não estão contemplados na lista dos destinos gratuitos.

Já para o serviço de internet móvel para PC, Tablet ou Router Móvel, os consumidores devem ter em atenção se o uso que faz  justifica uma aquisição separada, porque pode usar o telemóvel como hotspot ou recorrer a redes Wi-Fi gratuitas para clientes de determinados serviços como, o NOS Wi-Fi ou o MEO Wi-Fi, entre outras.

A DECO lembra que  se o acesso é pontual, mais quando vai de férias, existem apenas os tarifários pré-pagos, com carregamentos de 15 dias por 15 euros, com um limite de 30 GB (ou com tráfego sem limite, mas com política de utilização responsável no caso da NOS) ou com um limite de horas de navegação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.