O Facebook apertou as regras à partilha de informação não verdadeira na rede social. A partir desta quarta-feira, a empresa promete ser mais proativa a informar os utilizadores sempre que estão em contacto com informação duvidosa. Passa também a ser mais rigorosa com quem partilha este tipo de conteúdos. 

Por outras palavras, os mecanismos que a empresa já tem, nomeadamente através de parceiros que fazem o fact-checking de informação, passam a ser levadas mais a sério e quem contribui para a desinformação da comunidade corre o risco de perder espaço para partilhar ideias. 

Quem partilha informação falsa ou duvidosa de forma reiterada vai passar a ser penalizado pela rede social na relevância das publicações que partilha, que perdem destaque no feed de notícias, diminuindo a probabilidade de serem vistas por outros utilizadores.  

Para que ninguém seja apanhado desprevenido, o Facebook reforça também os alertas aos visados pela medida. A rede social já enviava uma mensagem aos utilizadores, sempre que o sistema de fact-checking assinalava uma publicação sua. Agora essa mensagem tem informação adicional, para explicar que a partilha continuada de informação incorreta vai contribuir para que as suas publicações tenham cada vez menos relevância no feed de notícias. 

No leque de conteúdos que passam a ter mais escrutínio estão informações sobre vacinas, alterações climáticas ou eleições, segundo exemplos partilhados pelo próprio Facebook. 

“Queremos dar mais informação às pessoas antes de decidirem gostar de uma página que repetidamente partilha conteúdos classificados pelos verificadores de informação e por isso vai passar a ver um pop-up, se mostrar interesse em gostar de uma dessas páginas ”, explica uma nota do Facebook.

“Pode também carregar para obter mais informação, quando os verificadores identificam uma informação como não correta e saber mais sobre o nosso programa de fact-checking”, acrescenta ainda a rede social, sublinhando a preocupação em contribuir para que os utilizadores tomem decisões informadas relativamente às páginas que seguem. 

Recorde-se que o programa de verificação de informação do Facebook foi lançado em 2016, com o objetivo de reduzir informação falsa viral, mas na verdade a empresa pouco tem feito para evitar a exposição a este tipo de conteúdos, sobretudo se for partilhado por utilizadores individuais. 

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.