Nos últimos anos, os serviços de outsourcing têm registado em Portugal
taxas de crescimento muito superiores à média, mesmo tendo em conta a
recessão que tem afectado a maior parte dos mercados e, particularmente, o
das Tecnologias da Informação. Segundo a empresa de estudos de mercado International Data Corp. (IDC), a
decisão dos empresários nacionais de recorrerem a esta estratégia de negócio
tem a sua origem não só na necessidade de reduzir custos, mas também de
acrescentar valor ao negócio.

Nas pesquisas efectuadas por esta companhia, regista-se, aliás, uma tendência
clara para considerar a estreita colaboração com parceiros externos e a
entrega em outsourcing dos processos relativos a actividades
secundárias ao funcionamento da empresa como condições essenciais para
estimular a inovação e reduzir custos, permitindo tornar a empresa mais
competitiva.

A IDC lançou, junto do seu painel de ebusiness, um inquérito com o objectivo de medir
a correlação entre a volatilidade do mercado em que a empresa se insere e o
recurso ao outsourcing. Neste 50 por cento dos inquiridos afirmaram
que a sua empresa actua num mercado ligeiramente volátil, ao passo que 29 por
cento respondeu que a sua empresa está inserida num mercado volátil. Em relação
à tendência de utilização de serviços de outsourcing em Tecnologias de
Informação nos próximos três anos, 47 por cento referiu que irá manter-se, ao
passo que 44 por cento previu que tenderá a aumentar.

A logística (55,9%) e os call centers (50%) deverão ser os sectores
onde esta prática empresarial poderá aumentar mais nos próximos três anos. A
principal razão para a utilização deste tipo de serviços reside no facto de
permitirem um maior foco na actividade principal.

Para além deste, a empresa de consultoria elaborou ainda outro estudo mais
extenso e pormenorizado, publicado no início de Dezembro, que tinha por
objectivos "tomar o pulso" ao mercado de outsourcing, Application
Service Providers
(ASPs) e de alojamento de sites da Web em Portugal.
Nesta investigação, foram conjugados dois métodos de pesquisa.

Por um lado, a IDC baseou-se num inquérito lançado em Novembro de 2002
efectuado às duas mil maiores empresas nacionais, bem como a outras
companhias do sector financeiro em Portugal, tendo obtido informações
detalhadas sobre a procura de serviços de outsourcing, ASPs e
alojamento de sites na Web. Em paralelo, a análise foi complementada com as
previsões efectuadas regularmente pela própria IDC, por sua vez, também
baseados a inquéritos a utilizadores e fornecedores de serviços de TI, embora
a nível europeu.

Notícias Relacionadas:
2002-10-07 - Outsourcing responsável por 38% da produção de telemóveis
em 2007

2002-09-24 - Outsourcing ganha peso entre empresas 2002-04-18 - Tecnidata BC cria divisão autónoma de Outsourcing

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.