Os resultados do terceiro trimestre de 2020 acabam de ser apresentados e mostram uma recuperação face ao primeiro semestre, onde o impacto da pandemia se refletiu numa quebra de receitas de 0,9% face ao mesmo período do ano anterior. Os dados apresentados pela Altice Portugal mostram agora um crescimento das receitas de 0,9% face ao período homólogo,
fixando-se em 541,1 milhões de euros, bem como um crescimento do EBITDA de 0,5%, que atingiu os 216,9milhões de euros.

"Com a pandemia COVID-19 ainda a afetar de forma significativa a economia, a prioridade da Empresa continuou a ser a entrega de um portefólio inovador, potenciando a melhor experiência do cliente", pode ler-se na nota do CEO, Alexandre Fonseca, acrescentando que foi esta aposta que permitiu o crescimento das receitas e do EBITDA. O crescimento das Vendas,
especialmente telemóveis, da retoma das receitas de conteúdos premium desportivos e de alguma melhoria das receitas de roaming, apesar dos significativos impactos decorrentes da redução abrupta e expressiva do Turismo em Portugal, são identificados como elementos que contribuíram para os resultados.

Alexandre Fonseca destaca também o "um movimento de contenção de custos" que contribuiu para estes resultados, e explica que o a empresa continua a investir. "Também o nosso investimento continuou a crescer, atingindo o valor de 120,2 Milhões de euros, que representa um aumento de 21,1% face ao ano anterior e de 5,6% face ao 2º trimestre do ano, o que reflete o nosso compromisso com Portugal e com os Portugueses, assumindo-nos como um dos maiores investidores privados do nosso país e o maior no setor das Comunicações", afirma.

Este investimento passa pela expansão da rede de fibra ótica, com mais 70 mil casas passadas no terceiro trimestre, isto depois de ter atingido a meta que tinha definida para o final de 2020, de garantir a cobertura de 5,3 milhões de casas.

Em setembro os números da Anacom confirmaram que a MEO, a marca da Altice Portugal, ultrapassou a NOS e ganhou a liderança no mercado de televisão por subscrição, garantindo assim o primeiro lugar em todas as áreas de serviços de telecomunicações onde atua. Esse facto é também realçado no comunicado dos resultados, salientando-se que "com apenas 12 anos de história, a MEO conseguiu destronar o operador “incumbente” de Televisão por Cabo"

Crescimento no segmento de consumo

Entre julho e setembro "o desempenho operacional ultrapassou os trimestres anteriores, atingindo níveis recorde em Acréscimos Líquidos de RGU do negócio Fixo", indica o comunicado. São mais 52 mil clientes neste trimestre, nos 3 serviços âncora do Negócio Fixo e Convergente, Voz, Banda Larga e TV, com o número de clientes únicos no segmento de consumo a registar mais de 1o mil adições líquidas. Nos últimos 12 meses a empresa ganhou mais de 159 mil clientes, crescendo todos os trimestres.

Nos serviços móveis a base de clientes de assinatura (pós pagos) crescer mais 30 mil no terceiro trimestre e mais de 171 mil nos últimos 12 meses.

"Neste 3º Trimestre, o Segmento Consumo atingiu um valor de Receita de 304,3 milhões de euros, o que resultou num crescimento homólogo de +1,4% versus o total de 300,1 milhões de euros obtidos no mesmo período do ano anterior", refere o comunicado de imprensa. "O segmento voltou ao caminho de recuperação sustentada iniciada em 2018, com
base no crescimento contínuo da Base de Clientes, alavancado tanto em Novos Clientes como no controlo dos Desligamentos, fator fundamental para superar os impactos da crise global", sublinha a empresa.

Serviços empresariais também crescem

Na área de B2B, retalhista e nas restantes unidades de negócio da Altice Portugal os resultados também são positivos. "O Segmento de Serviços Empresariais encerrou o 3º Trimestre do ano com um volume de Receitas a fixar-se em 236,7 milhões de euros que contrasta com os 236,0 milhões de euros registados em igual período do ano anterior", indica a empresa, o que corresponde a 0,3% de crescimento face ao ano anterior.

Para a Altice, a fiabilidade das Redes e a Qualidade de Serviço foram fundamentais para manter esta evolução sólida e a manutenção da liderança de mercado nas principais linhas de negócio Telco tradicional enquanto, em paralelo, o apoio aos clientes na via da transformação digital e novos serviços, fundamental para ultrapassar esta crise global, foi inquestionável".

Está agendada para hoje uma conferência com os acionistas da Altice Portugal onde se antecipa um comentário aos resultados mas também ao leilão do 5G cujo regulamento tem sido alvo de fortes críticas, com  ameaça de recurso aos tribunais e congelamento de investimentos.

Nota da Redação: A notícia foi atualizada com mais informação. Última atualização 16h53

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.