Apresentado em junho, o programa ComércioDigital.pt foi esta quarta-feira, oficialmente, “para a estrada”, com o arranque de um roadshow que vai percorrer Portugal de lés a lés em 150 sessões. A primeira aconteceu em Leiria,  esta quarta-feira.

A intenção da ACEPI e da Confederação do Comércio de Portugal (CCP), promotoras da iniciativa, é levar para a internet 50 mil micro e pequenas e médias empresas portuguesas, principalmente do sector do comércio e dos serviços "de proximidade", até 2020.

O programa "é necessário", sublinhou o presidente da ACEPI, tendo em conta dados recentes que mostram que há uma grande fatia de empresas portuguesas, maioritariamente de menor dimensão, que continua afastada das ferramentas digitais, o que tem impacto na sua competitividade, mas também na posição de Portugal nos rankings da economia digital.

Comércio eletrónico vale 75 mil milhões de euros em Portugal
Comércio eletrónico vale 75 mil milhões de euros em Portugal
Ver artigo

"É como se não existissem", tinha referido  Alexandre Nilo Fonseca, num encontro com a imprensa, em Lisboa, há uns dias, ideia que voltou a partilhar no Teatro Miguel Franco, esta manhã. "60% das nossas empresas não estão no Google Maps, não têm sequer uma página no Facebook".

As micro e pequenas e médias empresas que já aderiram ou venham a aderir ao ComércioDigital.pt terão direito a um voucher com um serviço “3 em 1” gratuito durante um ano, com acesso a uma ferramenta de construção e alojamento de site, um domínio registado em .pt e caixas de correio eletrónico.

O programa dá ainda acesso a outros serviços de apoio à digitalização, como ligação à internet e serviços de telecomunicações, marketing e publicidade digital, logística e distribuição.

A partir do site oficial passa também a estar disponível o acesso a uma Academia, "com cursos simples e práticos de 10/15 minutos" sobre diferentes áreas e aspectos relacionados com a presença online.

O roadshow iniciado hoje, vai passar por diversas zonas do país, com 150 sessões de informação previstas. O programa vai sendo atualizado em www.comerciodigital.pt/pt/roadshow.

Presente na sessão de abertura, esta quarta-feira em Leiria, o ministro Adjunto e da Economia classificou o programa ComércioDigital.pt como ambicioso, pelo objetivo de chegar a 50 mil pequenas empresas e oferecer-lhes uma presença digital, “criando as condições e apoiando-as na passagem para o mundo onde estão os consumidores do futuro”.

Pedro Siza Vieira acrescentou que além de ambicioso, é importante pelo destaque que coloca no sector do comércio e serviços, “porque este é o sector que mais pesa no produto interno bruto”, lembrou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.