Os consumidores falam e navegam cada vez mais a partir das redes móveis, aproveitando a descida do preço por minuto nas comunicações. As operadoras, por outro lado, vêem o volume de tráfego aumentar de trimestre para trimestre, apesar das receitas baixarem.

A TMN contabilizou no primeiro semestre de 2010 um aumento de 10 por cento no seu volume de tráfego, em comparação com igual período do ano passado, segundo as contas feitas pelo Jornal de Negócios. A subida de utilização por cliente foi de cinco por cento por mês, mas a receita média de cada subscritor caiu 7,8 por cento.

Os cálculos para a Vodafone Portugal revelam que o tráfego por cliente, no que diz respeito à voz, cresceu, em média por mês, 7,7 por cento de Janeiro a Junho, enquanto a receita média caiu nove por cento.

Na Optimus, o tráfego total aumentou 10,4 por cento, mostrando um crescimento de quatro por cento na utilização média mensal, para uma descida da receita média por cliente de oito por cento. Na operadora da Sonae, a receita média por minuto conversado é de 10 cêntimos, diz o Negócios.

A diferença que tem vindo a registar-se está também patente nas receitas das operadoras , especialmente nas referentes aos serviços. Face a igual período de 2009, as receitas na TMN caíram 4,1 por cento no semestre. Na Optimus a descida foi de 1,2 por cento.

Apesar destes sinais e da quebra do EBITDA, as margens das operadoras são consideráveis: a TMN tem uma margem de 47,2 por cento e a Optimus de 32,8 por cento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.