A Samsung comemora o décimo aniversário do seu smartphone topo de gama, e pretende festejar à altura, com o modelo Galaxy S10 que ao longo dos últimos meses tem gerado inúmeros rumores e leaks, estrategicamente difundidos para manter o interesse dos entusiastas da tecnologia. O novo modelo será igualmente importante para contrariar as vendas mornas do anterior S9, e manter a fabricante no topo da cadeia alimentar na indústria dos smartphones, procurando distanciar-se da sua rival Huawei. Mas afinal o que sabemos da joia da coroa da fabricante coreana?

Tudo indica que o S10 terá direito a três/quatro variações (S10, S10e que corresponde ao Lite e S10 Plus), oferecendo diferentes tamanhos de ecrã, e tendo como objetivo suprir os vários segmentos do mercado. O smartphone poderá ter um modelo Lite de entrada de gama de 5,8 polegadas, e outros maiores, para os modelos Plus, com 6,4 ou 6,7 polegadas.

Samsung mostra protótipo de novo smartphone pronto para redes 5G
Samsung mostra protótipo de novo smartphone pronto para redes 5G
Ver artigo

Tendo em conta a revelação prevista para amanhã, não deixa de ser estranho que a Samsung já disponibilize uma página oficial para as pré-compras, prometendo aos seus clientes poupanças no valor de até 550 dólares no “próximo dispositivo Galaxy”. E a menos que estejamos a interpretar mal, as entregas do próximo equipamento serão feitas, caso o stock o permita, até ao dia 8 de março. Desta forma, da apresentação oficial, à colocação nas lojas pode demorar cerca de duas semanas. Não admira assim todo o hype em torno da revelação de amanhã.

Mas os rumores em torno do S10 começaram cedo, em junho do ano passado, quando se começou a falar do modelo “Beyond”, o nome de código escolhido para o modelo, onde se referia que o smartphone poderia ter um sistema de câmara tripla na traseira. Quase oito meses depois, “colecionar” lentes na traseira parece já ser um feito banal para as principais fabricantes, veja-se, por exemplo, o Huawei P20 Pro e o LG V40 ThinQ, que chegou às lojas no início do mês de fevereiro. Nesse sentido, será com naturalidade que o Samsung S10, nesta altura do campeonato, tenha o sistema de câmara tripla.

Outro dos rumores iniciais foi a introdução de um sensor biométrico de impressões digitais diretamente no ecrã, uma tecnologia que também tem sido já utilizado em outros smartphones, como o OnePlus 6T, que já se encontra no mercado. No caso da Samsung, os rumores apontam para um sensor da Qualcomm, estreando a terceira geração da sua tecnologia ultrasonic.

Leak revela que Samsung Galaxy S10 poderá ser uma carteira de criptomoedas
Leak revela que Samsung Galaxy S10 poderá ser uma carteira de criptomoedas
Ver artigo

A tecnologia será, no entanto, adicionada às versões premium, pois as entradas de gama, como o eventual S10E terá o sensor convencional adicionado à lateral do equipamento. Alguns rumores apontam também para complicações na construção de uma capa protetora oficial para os modelos com impressões digitais no ecrã, devido à perda de sensibilidade. A solução parece ser mesmo um corte na capa em torno da respetiva área de contacto.

Muito se fala também sobre o que a Samsung pretende fazer com o sistema de reconhecimento facial. A empresa tem sido criticada por não fazer frente à Apple no que diz respeito ao reconhecimento facial 3D, optando pela combinação do 2D com o scan da íris, o chamado Intelligent Scan. Ainda assim, houve um rumor que apontava para a parceria com a Mantis Vision, para introduzir reconhecimento 3D no seu sistema.

Alimentando as tendências de 2019

A Samsung começou igualmente o borburinho em torno de três das maiores tendências de 2019: o 5G, os ecrãs dobráveis e os já famosos “punch-hole”, o “furo” no ecrã. No que diz respeito aos ecrãs flexíveis, estes não se aplicam ao S10, mas sim ao suposto Galaxy F, que será igualmente apresentado amanhã. O modelo topo de gama poderá ter suporte para 5G, antecipando a tecnologia de quinta geração móvel que vai chegar nos próximos anos. A fabricante já tinha feito em dezembro, inclusive, uma demonstração de um protótipo de smartphone a trabalhar em 5G.

Ao confirmar-se, os rumores apontam para um equipamento com uma bateria de 5.000 mAh para a versão de topo, para compensar o alto consumo da tecnologia 5G. Já agora, ainda no que diz respeito a baterias, poderão haver versões com 3.100, 3.500 e 4.000 mAh. Fala-se ainda de suporte a WiFi 6, oferecendo a capacidade de carregamento wireless reverso, capaz de carregar os seus Galaxy Buds, que também já se sabe que são uma realidade.

Sobre o já comum “furo” no ecrã, que a Samsung apelida de Infinity-O, trata-se de uma alternativa ao notch na oferta de experiências de display “infinito” e foi estreado com o Samsung A8, lançado em dezembro do ano passado. Mas a linha S10 poderá ter um orifício duplo, na forma de pílula, para albergar uma ou duas lentes, mediante os modelos. O design parece mesmo ter sido acarinhado pela fabricante, que já tratou de criar animações de pixéis em torno da camara fotográfica, um pequeno anel iluminado quando está ativa, por exemplo.

Samsung “confirma” smartphone de ecrã dobrável em Paris… para 20 de fevereiro
Samsung “confirma” smartphone de ecrã dobrável em Paris… para 20 de fevereiro
Ver artigo

O preço de todo o aparato tecnológico da nova geração também tem sido alvo de rumores, mas igualmente de polémicas, caso se confirme os valores adiantados. O modelo de entrada de gama poderá custar entre os 650-750 dólares, mediante a RAM e armazenamento de dados. Valores correspondentes a modelos de topo de gama de outras fabricantes. No entanto, à medida que avança pelo catálogo, os modelos mais caros podem chegar aos 1.500 dólares, na versão S10 Plus, com 12 GB de RAM e 1 TB de armazenamento, tendo em conta a recente apresentação da primeira memória com esta capacidade para um smartphone.

Outro rumor, com grande credibilidade, é a funcionalidade Samsung Blockchain KeyStore, que atribui ao S10 a capacidade de ser configurado como carteira de criptomedas. As imagens mostravam ecrãs de configuração de suporte ao Ethereum, mas outras moedas virtuais serão eventualmente suportadas, como a BitCoin e ERC20.

Relativamente às especificações, os rumores apontam para a utilização de processadores Qualcomm (para as versões vendidas nos Estados Unidos) e o seu Exynos nos restantes territórios. O novo chip Snapdragon 855 poderá ser equipado no modelo topo de gama também, mais uma vez alimentando a ideia do 5G.

Por fim, a Samsung poderá ainda introduzir uma nova interface chamada OneUI para substituir a anterior Samsung Experience para o Android. A interface está em beta desde o Galaxy 9 e poderá igualmente ser introduzido no S10.

São muitos os rumores, e certamente, fazendo jus à tradição, a maioria serão confirmados amanhã. E se não acredita, assista ao vídeo com a publicidade de televisão que foi lançado antes do evento. Resta agora saber que outros segredos esconde a fabricante liderada por D.J. Koh para serem apresentados. O SAPO TEK estará presente e pretende atualizar as informações à medida que forem divulgados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.