É já durante o próximo ano letivo que cerca de 300.000 alunos de famílias carenciadas vão receber um computador com acesso à Internet. A promessa de António Costa durante a pandemia de COVID-19 começa agora a ganhar forma, com o Governo a anunciar que vai destinar 70 milhões de euros da reprogramação dos fundos europeus geridos pelas Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional para esse fim.

A notícia foi avançada pelo Jornal de Notícias, com a Ministra da Coesão Ana Abrunhosa a explicar que, numa primeira fase, só serão incluídas crianças e adolescentes de famílias carenciadas e beneficiárias dos escalões A e B da ação social escolar. No entanto, a Ministra garante que, a longo prazo, todos os alunos serão contemplados.

Governo investe 400 milhões de euros na Escola Digital. Diretores das escolas têm reservas quanto às melhorias
Governo investe 400 milhões de euros na Escola Digital. Diretores das escolas têm reservas quanto às melhorias
Ver artigo

De acordo com Ana Abrunhosa, os computadores serão comprados mediante as necessidades do ciclo de ensino em causa. As câmaras que já compraram computadores para distribuir por alunos, no período de ensino a distância, serão reembolsadas através dos fundos europeus.

À Renascença, o presidente da Confederação das Associações de Pais, relembrou que a promessa já tinha sido lançada há muito pelo Primeiro-Ministro e não se limitava aos escalões A e B. "Temos que ver quando chegará a segunda fase ou a terceira e, portanto, vamos esperar", refere, garantindo que, de qualquer das formas, “é um passo muito importante até porque permite ter uma política de manuais diferente".

Desigualdades no ensino a distância obrigam à distribuição de computadores nas escolas

Em plena pandemia, as desigualdades no ensino a distância foram um tema recorrente, depois das escolas terem sido encerradas pelo governo. Logo no início de março, um estudo revelou que 20% dos alunos estavam excluídos das aulas à distância por não terem um computador em casa.

Sites, webinars e cursos online. Iniciativas que ajudam os professores no ensino a distância multiplicam-se
Sites, webinars e cursos online. Iniciativas que ajudam os professores no ensino a distância multiplicam-se
Ver artigo

Entretanto, e face a este contexto, surgiram várias iniciativas de doação e "empréstimos" de computadores, com os PC e routers emprestados para as aulas online a gerarem polémica nas escolas portuguesas. No início de junho, o projeto que combate desigualdades no ensino online Student Keep anunciou que doou mil computadores às escolas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.