O encerramento das escolas como medida de prevenção para evitar a propagação da COVID-19 fez com que as aulas à distância se tornassem na nova realidade para milhares de alunos. No entanto, nem todos os estudantes têm as melhores condições de acesso ao ensino online. Para ajudar a combater as desigualdades no acesso à educação, o movimento tech4COVID19 lançou o projeto Student Keep.

A iniciativa passa primeiro por determinar quantos alunos não têm as condições necessárias em casa para poder frequentar as aulas à distância. O Student Keep quer angariar e disponibilizar equipamento informático aos estudantes que necessitam através de um sistema de apadrinhamento.

Student Keep é um dos novos projetos do movimento tech4COVID19

Os padrinhos, ou “keepers”, podem ser pessoas individuais ou coletivas e podem disponibilizar os equipamentos em falta de forma temporária ou mesmo permanente. A plataforma do projeto reúne as informações acerca do material que os alunos precisam e dos “keepers” que podem ajudar de forma a assegurar que os equipamentos chegam, de facto, a quem mais precisa.

tech4COVID19: Por dentro do movimento que junta 3.600 voluntários, muitos projetos e uma "máquina administrativa"
tech4COVID19: Por dentro do movimento que junta 3.600 voluntários, muitos projetos e uma "máquina administrativa"
Ver artigo

Se tem equipamento informático disponível, como um computador, um tablet ou internet móvel, e quer ajudar a garantir que todos os estudantes têm acesso às aulas online, pode tornar-se num “keeper”, inscrevendo-se na página do Student Keep.

A nova iniciativa do tech4COVID19 surge após o Ministério da Educação e os agrupamentos de escolas reunirem esforços e tomarem medidas para mitigar o problema das desigualdades no acesso às aulas online. Entre elas está o levantamento pormenorizado, em cada escola, do número de alunos que não têm disponível qualquer equipamento em casa ou acesso à Internet.

O Ministério da Educação indica que devem ser listadas as prioridades na concessão de meios tendo em vista a urgência e graus de vulnerabilidade dos alunos. Os operadores de telecomunicações e empresas de hardware devem ser contactados para explorar as melhores soluções e resposta rápida aos problemas locais. Será dado apoio às escolas para a implementação de soluções locais, seja de iniciativa dos agrupamentos, dos municípios ou associações de pais.

Ministério da Educação reforça medidas para manter alunos ligados à escola via online durante o isolamento
Ministério da Educação reforça medidas para manter alunos ligados à escola via online durante o isolamento
Ver artigo

O problema da falta de acesso a equipamento também afeta os professores. Nesse sentido, o Ministério da Educação sublinha que é necessário fazer o levantamento das necessidades, sendo um dos pontos do roteiro emitido, com os princípios orientadores para a implementação do Ensino à Distância (E@D) nas escolas.

O Ministério da Educação colocou também à disposição das escolas uma “brigada” de apoio a  professores e diretores composta por mais de 100 profissionais. A equipa tem como função garantir um acompanhamento de proximidade aos estabelecimentos de ensino, contribuindo para recolher boas práticas, mas também os constrangimentos sentidos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.