A primeira fase do leilão do 5G, reservada a operadores que ainda não têm presença no mercado móvel português, chegou hoje ao fim, após 44 rondas. No oitavo dia, as licitações atingiram um valor total 84,351 milhões de euros e continuam a não ser conhecidas as empresas envolvidas nesta fase do leilão.

Segundo os novos dados da Anacom, hoje tiveram lugar apenas duas rondas. No que toca à faixa dos 900 MHz, foi apenas licitado um lote por 30 milhões de euros, o valor que se mantém desde a primeira ronda a 22 de dezembro do ano passado.

Na faixa dos 1800 MHz, onde o valor dos lotes mais do que quadruplicou em relação ao preço inicial de 4 milhões de euros. Hoje foram licitados três lotes por 18,117 milhões de euros, alcançando ao todo os 54,351 milhões.

Leilão 5G | Último dia de licitação da 1ª fase
créditos: Anacom

Recorde-se que, no primeiro dia, as licitações ultrapassaram os 48 milhões de euros. No segundo, o valor ultrapassou a casa dos 60 milhões, chegando à marca dos 70 milhões no quarto, e à dos 80 milhões no sexto.

O valor do espetro disponibilizado nas faixas dos 900 e 1800 MHz mais do que duplicou em relação ao preço inicial de reserva de 42 milhões de euros.

O projeto de leilão fixa o preço de reserva do espectro nos 237,9 milhões de euros, somadas todas as faixas de espectro que são disponibilizadas nas várias fases do concurso para atribuição das licenças de quinta geração móvel.

Apresentação do regulamento do leilão para o 5G em Portugal
Preços de reserva

Para os 700 MHz a Anacom prevê a atribuição de seis lotes de 2 x 5 MHz no valor de 19,20 milhões de euros cada, no valor total de 115,20 milhões. Para a faixa de 3,6 GHz considera-se a disponibilização de 40 lotes de 10 MHz no valor total de cerca de 45 milhões de euros.

Com a primeira momento de licitação terminado, vai suceder-se a fase geral em que participam todos os interessados, incluindo a MEO, a NOS e a Vodafone. Após a licitação geral segue-se a consignação, com a localização geográfica dos lotes ganhos, e a atribuição dos direitos de utilização das licenças. De acordo com o calendário atualizado para o leilão do 5G, espera-se que os procedimentos estejam concluídos durante o primeiro trimestre de 2021.

5G: Faixas dos 700 MHz prontas a usar na região norte após o processo de migração da TDT
5G: Faixas dos 700 MHz prontas a usar na região norte após o processo de migração da TDT
Ver artigo

Recentemente, a Anacom deu a conhecer que, após a conclusão do processo de migração da TDT, as faixas dos 700 MHz, que fazem parte do leilão do 5G, estão prontas a usar na região norte do país. A iniciativa de monitorização da faixa a atribuir às redes de quinta geração será continuada nas próximas semanas e meses no restante território de Portugal continental e nas regiões autónomas dos Açores e Madeira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.