Não há tréguas no confinamento imposto pela pandemia de COVID-19, sobretudo para quem mora nos 121 concelhos considerados de alto-risco, que estão sujeitos a medidas adicionais para controlar a propagação da doença, incluindo o “dever cívico de recolhimento domiciliário”, salvo algumas exceções. As rotinas diárias voltaram a alteram-se, mas passar mais tempo em casa não tem de ser aborrecido. Porque não aproveitar para explorar novas realidades através do seu smartphone ou tablet?

Desde que tenha um equipamento compatível com a tecnologia, através da realidade aumentada pode “escapar” para novos mundos e o SAPO TEK reuniu algumas aplicações que pode experimentar em casa, seja em aventuras a solo ou com a família.

Fique com 12 sugestões de aplicações para aumentar a sua realidade durante o novo confinamento

Apps para os fãs de ciência e história

A Google é bem conhecida pelas suas criações em realidade aumentada e a aplicação Google Arts & Culture, disponível para Android e iOS, “abre a porta” a múltiplas coleções que pode aceder facilmente através do seu smartphone.

Animais pré-históricos em 3D no seu computador. E na sala de estar se usar o smartphone
Animais pré-históricos em 3D no seu computador. E na sala de estar se usar o smartphone
Ver artigo

Ainda neste ano, a gigante de Mountain View, em colaboração com instituições como o State Darwin Museum de Moscovo e o Museu de História Natural de Londres, disponibilizou uma “mostra” de animais marinhos pré-históricos que ganham vida digital em 3D ou em realidade aumentada.

Além de crustáceos e artrópodes, a app apresenta igualmente outros animais de diversas épocas históricas que poderá colocar em “contexto real” e levar para o jardim ou para a sala de estar.

A pensar nos mais novos, a Google incluiu, em maio deste ano, novas “lições virtuais” na funcionalidade de pesquisa com realidade aumentada para smartphones. Os utilizadores podem, por exemplo, navegar por modelos em 3D do corpo humano, explorar a composição das células e até descobrir os mistérios do fato de astronauta de Neil Armstrong.

A propósito da histórica missão à Lua, através da Apollo’s Moon Shot, disponível para dispositivos Android, na Play Store, e iOS, na App Store, é possível ver bem de perto alguns dos momentos icónicos da Apollo 11, como o lançamento do foguetão Saturn V ou os primeiros passos dados pelos astronautas em solo lunar.

A aplicação disponibiliza ainda a possibilidade de se pôr aos comandos do módulo lunar da missão Apollo 11 e até de tirar umas quantas selfies na Lua para mostrar aos amigos, com direito a fato de astronauta “a rigor”.

Para tornar a viagem ainda mais interativa, a Apollo’s Moon Shot inclui dois mini-jogos de simulação onde poderá testar as suas competências enquanto astronauta e pilotar o módulo lunar sem ir de encontro a rochedos espaciais.

A pensar nos mais curiosos, a aplicação conta com uma timeline interativa acerca da história da Humanidade no Espaço, com quizzes e vídeos. Em destaque está ainda a possibilidade de ver vários dos objetos usados nas missões Apollo.

Alguma vez pensou em “recriar” o Big Bang em casa? Com a aplicação Big Bang AR não precisa de muito para ver o nascimento do Universo, numa experiência de realidade aumentada. No final pode até tirar uma selfie com uma estrela.

Criada pela Google Arts & Culture em colaboração com cientistas da European Organization for Nuclear Research (CERN) e o Nexus Studios, a aplicação disponível para Android e iOS permite ter uma estrela na palma da sua mão ou ver supernovas a explodir à sua frente: tudo narrado pela atriz Tilda Swinton.

Do Espaço para a Terra, em Civilisations AR, a primeira aplicação de realidade aumentada da BBC que está disponível para Android e iOS, poderá descobrir os segredos do Egito Antigo ou até maravilhar-se perante os mistérios de algumas das obras mais famosas do Renascimento.

A app, desenvolvida em colaboração com a Nexus Studios, apresenta uma coleção com mais de 30 artefactos históricos, contando com funcionalidades como um “magic spotlight”, que dá acesso a guias áudio e algumas surpresas, ou como um Raio-X que dá ao utilizador a oportunidade de ver, por exemplo, o que se passa dentro de um sarcófago.

Entre em novas realidades com jogos para miúdos e graúdos

De entre o vasto mundo de jogos em realidade virtual, o Pokémon Go afirma-se como um dos títulos mais populares. Embora a Niantic removeu alguns dos alguns dos bónus temporários introduzidos no jogo durante a pandemia, no entanto, a empresa anunciou recentemente a chegada de uma nova funcionalidade que promete tornar a experiência de caçar “monstrinhos virtuais” ainda mais realista.

Agora, em determinadas Pokéstops, todos os treinadores a partir do nível 20 poderão realizar novas tarefas de mapeamento. As Pokéstops serão assinaladas com um design especial para indicar aos jogadores onde é que podem realizar as novas tarefas. Para completá-las, é necessário usar a funcionalidade de scan com realidade aumentada para explorar o mundo em redor.

Mas se não é propriamente um entusiasta da caça ao Pokémon, sempre pode experimentar outra das populares criações da Niantic. Harry Potter: Wizards Unite, disponível para Android e iOS, é um jogo de realidade aumentada baseado em localização, que faz com que os utilizadores se desloquem pelo exterior à procura de objetos virtuais.

A app apresenta personagens e criaturas tanto do universo Harry Potter como dos filmes da série "Monstros Fantásticos". Os jogadores tornam-se novos recrutas de uma nova Força Especial que tem de capturar criaturas e objetos mágicos que fugiram do mundo dos feiticeiros, na sequência de um evento conhecido como "Calamidade".

em Jurassic World Alive, disponível para Android e iOS, também pode dedicar-se à caça, mas, desta vez, de dinossauros virtuais.

No título da Ludia Inc. terá de controlar um drone e procurar ADN dos dinossauros em realidade aumentada. Depois poderá criar híbridos de espécies e aproveitar os melhores para compor uma equipa e combater contra outros jogadores. Quanto mais jogar irá receber recompensas, tais como moedas de jogo, e upgrades para o drone, tais como baterias extra.

Fora dos jogos com mecânicas semelhantes à do Pokémon Go, Knightfall AR é um título de estratégia para Android e iOS onde o jogador encarna o papel de um templário que tem como missão defender o Santo Graal. Além de poder usar a mesa da sala de estar ou a secretária para planear a sua estratégia de defesa, o jogador pode assistir a combates épicos em qualquer espaço da sua casa.

Já PuzzlAR: World Tour, disponível na App Store por 2,29 euros, permite que os jogadores interajam com peças virtuais sobre o mundo real através de seus iPhone ou iPad.

O objetivo é construir monumentos famosos em cenários vibrantes, ricos em detalhes e animações, que surgem à frente do utilizador. Os monumentos disponíveis para montar são a Cidade Proibida, a Estátua da Liberdade, o Taj Mahal e a Catedral de São Basílio. Depois de construídos podem ser explorados, e escalados em grande dimensões.

Propostas para os “techies” mais criativos

Para lá dos jogos ou das aplicações mais centradas, a realidade aumentada pode também ser usada para “dar asas” à sua criatividade e descobrir o seu lado mais artístico.

Por exemplo, com a SketchAR, disponível para Android, pode aprender a desenhar. No ecrã do seu smartphone, a app apresenta uma imagem virtual que serve de guia para acompanhar no papel, apresentando-se como uma ajuda preciosa para quem tem alguma dificuldade em cumprir um desenho, que pode ser simples ou complexo, desde que tenha "bom olho" e mão segura.

Há diversos desenhos de base que pode seguir, escolhendo entre uma galeria já carregada na app. O modelo pode ser aplicado em papel ou numa parede, em desenhos pequenos, que permitam a visualização no ecrã e a distância certa até ao papel, mas também em projetos de maior dimensão, onde pode encontrar as linhas a seguir até ao resultado final.

Se está ainda a dar os primeiros passos no mundo das artes, mas quer desafiar-se, ou, então se quer pôr os membros mais novos da família a expressar a sua criatividade, pode também experimentar a Just a Line.

Na aplicação da Google, disponível apenas para Android, o desafio é fazer um desenho, ou simplesmente algumas linhas, sobre o ecrã do smartphone e depois gravar um vídeo com a interação entre o "mundo real" e o "mundo virtual".

Criar a sua própria experiência em realidade aumentada sem ter experiência em código ou em 3D é possível com a Adobe Aero. A aplicação disponível para iOS recorre a programas da Adobe, permitindo que os utilizadores importem arquivos 3D do Dimension e camadas 2D do Photoshop e Illustrator para criar experiências interativas.

Os utilizadores podem colocar objectos com escalas personalizáveis através de cenas visualizadas com as câmaras dos smartphones ou tablets e adicionar "gatilhos" de animação que reagem ao toque. Os designers também podem adicionar experiências interativas desenhando o caminho do movimento que querem que um determinado objeto siga.

Se conhecer mais aplicações que tratem de aumentar a realidade deixe também as suas sugestões na caixa de comentários ou por email para geral@tek.sapo.pt.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.