Os rumores sobre o sistema de realidade mista (AR e VR) da Apple continuam a surgir, apontando para 2022 o seu lançamento. Ainda em janeiro surgiram informações sobre o N301, nome de código de um headset que estará numa fase avançada de desenvolvimento. O equipamento estará a usar o processador avançado M1, o mesmo da nova geração de Mac, e ecrãs com uma resolução muito elevada. As novas informações dão conta que o sistema contará mesmo com dois ecrãs de 8K, notícia avançada pelo The Information, que terá recebido informações de alguém com conhecimento direto do projeto.

O headset VR estará equipado com uma dúzia de câmaras que servirão para fazer tracking às mãos dos utilizadores e mostrar-lhes, em vídeo, o mundo real através dos dois ecrãs de 8K de resolução. A ideia parece passar por captar o mundo, processar com elementos virtuais e apresentar uma experiência de realidade mista aos utilizadores. O sistema terá ainda tecnologia avançada de eye-tracking, naquele que poderá ser o mais ambicioso equipamento de realidade mista.

A publicação afirma que viu imagens internas de desenvolvimento da Apple de um protótipo em estado avançado de produção do ano passado. Descreve que tem um visor curvado, colocado na cara através de um suporte para a cabeça que poderá ser substituído. Estima-se que esta base pode suportar tecnologia de áudio espacial semelhante aos AirPods Pro, para uma experiência surround mais imersiva.

tek Apple AR/VR headset
Imagem artística produzida pela The Information para ilustrar o headset da Apple.

As informações referem que a capacidade de trocar a base do headset prende-se com a possibilidade de usar outra com maior capacidade de bateria, por exemplo, além de diferentes cores disponíveis. A Apple estará também a desenvolver formas diferentes de controlar o headset, incluindo uma espécie de dedal que pode ser usado no dedo do utilizador. Mas também através do reconhecimento dos movimentos e gestos das mãos, combinado com a tecnologia de eye-tracking.

A gigante tecnológica já está também a discutir internamente o preço do equipamento, que poderá custar cerca de 3.000 dólares. O valor entra na janela competitiva do HoloLens 2 da Microsoft, que tem um preço público de 3.500 dólares. Nesse sentido, o equipamento da Apple não será direcionado ao público em geral, mas sim a um nicho do mercado, e claramente com o sector industrial em mente. O informador refere que o objetivo interno será lançarem no mercado cerca de 250 mil unidades no seu primeiro ano.

Há a possibilidade da Apple criar uma versão de um headset mais em conta, mas com um lançamento posterior, depois de 2023.  Os óculos, conhecidos entre os internautas como Apple Glass, têm o nome de código N421 e estão numa fase inicial de desenvolvimento onde a empresa ainda está a trabalhar na tecnologia subjacente. Ainda no final do ano passado, a empresa da maçã fez mais um pedido de patente nos Estados Unidos, que dá conta de um ajuste das lentes em relação à luz ambiente do Apple Glass, tornando as imagens do mundo real mais claras ou escuras.

Tal como no caso do headset VR, têm surgido vários rumores sobre os óculos de realidade virtual, em especial, depois de Tim Cook garantir que uma das apostas da Apple seria a tecnologia em 2016.

Na edição de 2017 da WWDC, a Apple apresentou um kit para realidade aumentada, assim como algumas criações. A compra de duas empresas com tecnologia nesta área, a Vrvana em 2017 e a Akonia em 2018, intensificou estes rumores. Recorde-se que no ano passado, a Apple comprou a NextVRassim como a Spaces, duas empresas especializadas em realidade virtual que poderão dar uma ajuda no processo. Além disso, há uma possibilidade de criar uma App Store específica com aplicações que correm no sistema operativo do headset, que toma o nome “rOS".

Desde então, foram muitos os pedidos de patentes noticiados e até se falava no lançamento do headset para 2018. Em 2017, um documento do departamento de patentes dos Estados Unidos revelou um par de óculos com software de realidade aumentada que permite a sobreposição de elementos digitais ao mundo real. Já em 2019, o conhecido analista Ming-Chi Kuo deu a conhecer que os óculos vão servir como um acessório para o iPhone.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.