com o apoio MEO
Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui

Leilão 5G: Fase principal dura há 80 dias e encaixe potencial ultrapassa os 379 milhões de euros

Hoje as licitações atingiram os 295,365 milhões de euros, numa subida de 732 mil euros em relação ao dia anterior. A faixa dos 3,6 GHz continua a ser a única onde se registam mudanças, com subidas em relação às propostas de 16 dos 40 lotes disponíveis e dinâmica de crescimento que leva a subidas a rondar no máximo os 259% face ao preço de reserva.
Leilão 5G: Fase principal dura há 80 dias e encaixe potencial ultrapassa os 379 milhões de euros
reservado

A quase quatro meses depois de ter começado, a fase principal do leilão do 5G continua, fazendo com que todo o processo seja “recordista” em matéria de duração, afirmando-se  como o mais longo em Portugal e ultrapassando os “épicos” três meses do leilão da Alemanha em 2019.

Hoje, nas já habituais seis rondas, as licitações atingiram os 295,365 milhões de euros, numa subida de 732 mil euros em relação ao dia anterior. A totalidade do leilão, que inclui a fase reservada a novos entrantes, resulta num valor já é superior a 379 milhões de euros, ultrapassando o preço de reserva fixado pela Anacom, assim como o encaixe gerado pelo leilão do 4G em 2011.

De acordo com os mais recentes dados da Anacom, a faixa dos 3,6 GHz continua a ser a única onde se registam mudanças, com subidas em relação às propostas de 16 dos 40 lotes disponíveis, se bem que com pequenos aumentos face ao dia anterior: uma tendência que a entidade reguladora pretende contrariar através da sua proposta de alteração das regras do leilão.

Face ao valor de reserva, verifica-se uma dinâmica de crescimento que leva a subidas a rondar no máximo os 259%, como é o caso do lote J02, cujo valor já ultrapassou a valorização registada nos dois primeiros lotes da faixa dos 2,6 GHz. Recorde-se que, até agora, a única faixa que mais valorizou ao longo do processo foi a dos 2,1 GHz, com o seu preço a subir mais de 400% face ao valor de reserva.

Apesar do atraso no lançamento de serviços comerciais 5G, operadoras como a MEO, NOS e Vodafone dizem estar prontas a avançar e já têm campanhas na rua e projetos de cobertura de recintos culturais e desportivos com redes móveis de quinta geração.

Altice Portugal deu a conhecer no final do mês passado que vai garantir cobertura 5G no Estádio do Dragão, Altice Arena, Cidade do Futebol e Autódromo do Algarve. Também em abril, a NOS revelou também uma parceria com o Sport Lisboa e Benfica sobre a cobertura do Estádio da Luz com rede 5G.

Jogo do Benfica-Porto desta noite será transmitido através de 5G a partir do Estádio da Luz
Jogo do Benfica-Porto desta noite será transmitido através de 5G a partir do Estádio da Luz
Ver artigo

A NOS está já a pôr em prática a novidade e o clássico Benfica-Porto, que está agora a decorrer, afirma-se como a estreia do uso da tecnologia na cobertura televisiva. A transmissão televisiva está a ser feita com recurso a quatro smartphones 5G, duas microcâmaras e duas câmaras profissionais também equipadas com 5G, “que vão trazer inovação para o processo de realização e produção da emissão”, indica a empresa.

Nota de redação: A notícia foi atualizada com mais informação. (Última atualização 18h59)

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.

Veja também

 
 

Comentários

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.