Depois de algum tempo sem nada verdadeiramente marcante, 2018 trouxe algumas novidades aos smartphones em termos de design. Podemos dizer que foi o desenrolar de uma tendência de crescimento que se manifestou nas designações “XL” e “Plus” ou “+”, referindo-se ao tamanho do dispositivo em si, e que passou a concentrar-se no ecrã.

Podemos dizer que primeiro foi um "limar as arestas" - ou mais precisamente os cantos -, para dar a sensação de prolongamento. O infinito de facto chegou com o notch. O conceito “sem moldura”, que procura minimizar a presença da câmara fotográfica no ecrã, para se obter mais área útil de imagem, começado a ver no Essential PH-1, do criador do Android Andy Rubin, ganhou impulso com o lançamento do iPhone X, ainda em 2017.

A partir daí, várias fabricantes se juntaram a Apple naquilo que acabou por se transformar numa tendência deste ano. Huawei, LG, Asus, Motorola e até Nokia foram algumas delas que apostaram no conceito e hoje exibem os seus modelos.

Entretanto, começaram a ser apontadas outras alternativas que prometem continuar a prolongar os ecrãs, ou a torná-los diferentes. Histórias sobre desviar o notch para a direita  - ou acrescentar um segundo notch - à parte, a próxima tendência parecem ser os furos.

Samsung mostra prova de conceito e apresenta smartphone dobrável
Samsung mostra prova de conceito e apresenta smartphone dobrável
Ver artigo

A ideia é proposta por fabricantes como a Samsung e a Huawei. A sul-coreana prometeu e já cumpriu, anunciando há poucos dias o Galaxy A8s com o seu ecrã Infinity-O, em alusão ao orifício para esta solução sem notch. O telefone aperece na loja online chinesa da Samsung. Isto significa que o vidro do ecrã é cortado em forma circular para acomodar a câmara, numa solução que liberta ainda mais a área das imagens.

Ainda a tempo do natal, a Huawei fez um teasing de um modelo de smartphone que mostra um orifício redondo cortado no ecrã, posicionado no canto superior esquerdo, como revela a mensagem do Twitter do utilizador Ice Universe e avistado na rede social chinesa Weibo.

Mas além do notch e dos furos, o design dos smartphones poderá mudar ainda mais nos meses que se avizinham. A promessa dos ecrãs dobráveis não é nova, mas aumentou de tom recentemente. São cada vez mais as marcas que anunciam intenções nesse sentido - entre patentes e planos mais concretos  -, inclusive com a Samsung a garantir que já tem um modelo pronto.  Mas também há ideias para telefones com ecrã duplo.

Leaks: Huawei Nova 4 traz três câmaras traseiras e display "furado"
Leaks: Huawei Nova 4 traz três câmaras traseiras e display "furado"
Ver artigo

Pondo o design de parte, há outras caraterísticas e “potencialidades” a caminho dos smartphones. Parte delas proporcionadas pela chegada do 5G. E para isso já há promessa de modelos “à medida”, mais uma vez com a Samsung a “chegar-se à frente”, assim como a Huawei. As redes testam-se por todo o mundo e, em Portugal, a Vodafone já "ligou" um protótipo da Qualcomm.

E depois dos ecrãs dobrarem e de os smartphones se ligarem a redes 5G, a próxima "grande cena" pode ser a criação de hologramas. Mas isso estaremos cá em 2019 para saber...

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.