À medida que o número de casos confirmados de Coronavírus (COVID-19) ultrapassa os 160.000 nos Estados Unidos, as gigantes tecnológicas norte-americanas estão a tentar encontrar formas de continuar a preparar novos produtos, garantindo a segurança dos funcionários. A Apple é uma das empresas que se está a adaptar à nova realidade do trabalho remoto e está a permitir aos colaboradores testar produtos em fase inicial de desenvolvimento em casa.

A empresa da maçã é conhecida por manter estritas políticas de segurança no que toca aos produtos que ainda estão a ser desenvolvidos, sejam hardware ou software. A Bloomberg avança que há todo um processo de controlo para garantir que não existem fugas de informação. Para poder testar um equipamento ou programa, um colaborador tem de pedir uma licença especial a um superior. Caso o pedido seja aprovado, passará a fazer parte de uma lista restrita de funcionários, a qual é revista regularmente.

Analistas preveem que a pandemia de Covid-19 atrase o lançamento do novo iPhone 12
Analistas preveem que a pandemia de Covid-19 atrase o lançamento do novo iPhone 12
Ver artigo

Ao que tudo indica a Apple está neste momento a desenvolver novas versões de vários equipamentos, incluindo as colunas inteligentes HomePod, um MacBook Pro, um Apple Watch, um iMac, assim como iPads com preços mais “em conta”. A gigante de Cupertino está também a preparar o lançamento dos próximos iPhones no outono deste ano, embora alguns analistas prevejam que a COVID-19 possa atrasar o calendário tecnológico da empresa.

Embora a Apple aposte fortemente na segurança dos futuros projetos, por vezes, os planos não correm como imaginado. Recentemente, houve uma fuga de informação do código do iOS 14, a qual revelou detalhes acerca de um possível lançamento de dois smartphones mais económicos, assim como de mudanças nas funcionalidades do Apple Watch.

Novo iPad Pro: “o seu próximo computador não é um computador”
Novo iPad Pro: “o seu próximo computador não é um computador”
Ver artigo

A Apple tem vindo a sofrer o impacto da pandemia, refletindo-se no desempenho da empresa na bolsa de valores, mas conseguiu anunciar a chegada de uma atualização ao MacBook Air e do novo iPadPro, o qual se rumorava que sofreria atrasos devido ao fecho de fábricas na China.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.